Dostoievski

Então morra!

Croniketa da Burakera #22, por Ruben G Nunes “Somente o homem pode amaldiçoar” – é o que diz Dostoievski em “Memórias do Subsolo” de 1864. Romance perigoso. É preciso coragem

LEIA MAIS
solidão

Solidão do copo vazio

Croniketa da Burakera #21, por Ruben G Nunes Habitamos a solidão. Que gruda-enrosca a qualquer momento. Nas esquinas, bares, favelas, praias, estradas, sertões, shopinngs, motéis, sungas e calcinhas. Cenários cotidianos

LEIA MAIS

A história do nazifascismo em Natal investigada pelo maior detetive de todos os tempos

Natal sempre foi vocacionada ao cosmopolitismo. Desde quando uma frota de caravelas francesas avançou pela margem esquerda do Rio Potengi, nas imediações da Redinha e encantou os índios Potiguara no início do século 16. Era o começo da invasão estrangeira. Três séculos depois, a capital potiguar assistia o período florescente de arte e cultura vivenciado […]

Leia mais

Mercado de Petrópolis: 50 anos de história e a batalha para virar point cultural

Próximo de completar 50 anos, o Mercado de Petrópolis tenta superar a decadência no comércio de frutas e verduras para se reerguer como espaço cultural FOTOS: John Nascimento O Mercado de Petrópolis enfrentou períodos de glória e decadência. Nas décadas de 70 e 80 era ponto obrigatório para venda de hortifrutigranjeiros. Nas últimas décadas mergulhou […]

Leia mais

Perspectivas para as artes potiguares em 2017

“Tudo como dantes no quartel de Abrantes” é uma expressão portuguesa do tempo napoleônico para dizer que tudo vai ficar na mesmice em várias áreas, principalmente na cultura tupiniquim, seja por falta de uma política cultural eficiente por parte dos governantes ou pela inércia dos empresários que não promovem a arte potiguar, ligando sua marca […]

Leia mais

PAPO RETO com Cleudo Freire

Cleudo Freire é daquelas figuras icônicas da música potiguar nos anos 80, da turma da MPB espalhada nos poucos e memoráveis bares de Natal. Um cara antenado às mudanças na indústria da música (ou da música sem indústria) e, mais do que isso, um estudioso das nossas tradições culturais. Me inteirei mais de sua obra […]

Leia mais

4 CURTINHAS: Exposição de ficção científica onírica no IFRN e mais

FICÇÃO CIENTÍFICA Aos apreciadores das artes visuais e Quadrinhos de ficção científica, a exposição “E.L.A”, do artista visual, ilustrador e quadrinista Leander Moura entra em cartaz nesta terça (7), na Galeria de Artes do IFRN Cidade Alta. A exposição trabalha conceitos de simulacro realidade ao construir uma narrativa de ficção científica que conta a história […]

Leia mais

Crítico opina que livro cânone da literatura potiguar precisa ser reavaliado

Aproveito a tarde de domingo para reler ‘Roseira Brava’, de Palmyra Wanderley. Despertam-me especial interesse, nesse livro de poemas, uns versos sem grande preocupação quanto à forma, mas que contêm, na essência, uma musicalidade quase imperceptível. Outras virtudes podem ser destacadas: graça, simplicidade, sentimento telúrico. Algo que se posso associar à ideia de uma manhã […]

Leia mais

[HISTÓRICO] Autores do RN representarão o Brasil em importante feira em Cuba

Outro marco histórico será o lançamento de uma coletânea composta por 49 autores potiguares, em Natal e em Cuba Um feito histórico para a literatura potiguar acontecerá nas próximas semanas. Aliás, dois. Após verdadeira saga, uma comitiva de autores norte-rio-grandenses conseguiu viabilizar participação na Feira Internacional do Livro de Havana, que acontece na ex-ilha do […]

Leia mais

A arte sertaneja de Assis Marinho

Nascido na cidade de Cubati, sertão da Paraíba, Assis Marinho veio para o Rio Grande do Norte com a família, quando ainda era menino, começando uma peregrinação para fugir das mazelas provocadas pelas constantes secas. Não frequentou escola de pintura, teve uma convivência artística com Vicente Vitoriano no início da sua carreira. Mas a arte […]

Leia mais