D’abundâncias & escanchos

Ontem, tardemansa chegando, fui tomar um cappuccino no Praia Shopping. Dou de cara com Pantoja e Jair, ex-alunos meus de Filosofia, aposentados do Banco do Brasil, e amigos de papos-desfilosóficos

LEIA MAIS
esquerda e direita

O meu lado de ver e sentir

Fui carola do catolicismo na infância. De rezar, confessar, comungar. Mãe Guilé foi minha primeira influência, no afago do seu jardim florido e no afeto que guarda minhas melhores lembranças

LEIA MAIS

Os grandes amores. Ou quase

Croniketa da Burakera #22, por Ruben G Nunes Grandes Amores são os amores impossíveis. Que só existem na sua impossibilidade. Que se alimentam de sua própria interdição. Que nunca se

LEIA MAIS

Filme sobre parteira potiguar que realizou mais de mil partos será lançado em Natal

Debates e conversas sobre o parto humanizado vêm ganhando repercussão nos ciclos sociais. Mulheres foram, por anos, condicionadas a vivenciar situações de violência e constrangimento devido à assistência centrada na atuação médica e não nas necessidades e escolhas naturais da mulher. É nesse contexto, em razão de uma experiência pessoal da diretora Catarina Doolan, que […]

Leia mais

A lanterna de Diógenes da Cunha Lima

Poeta, escritor e advogado, Diógenes da Cunha Lima realizou-se nas variantes de sua vocação, tornando-se um intelectual respeitado. No entanto, é a sua simples figura humana que me desperta maior admiração. Homem cordial, não apenas afável, acolhedor, mas, principalmente cordial por artes do seu imenso coração novacruzense. Câmara Cascudo, seu mestre, com quem conviveu de […]

Leia mais

D’abundâncias & escanchos

Ontem, tardemansa chegando, fui tomar um cappuccino no Praia Shopping. Dou de cara com Pantoja e Jair, ex-alunos meus de Filosofia, aposentados do Banco do Brasil, e amigos de papos-desfilosóficos e confidências-de-cotovelo. Voz cava e olharsorrindo Pantoja anuncia: “Rubão, agora é mundial! Mundial!”. Jair sorriu. E confirma balançando a cabeça. Pensei na Copa do Mundo, […]

Leia mais

O meu lado de ver e sentir

Fui carola do catolicismo na infância. De rezar, confessar, comungar. Mãe Guilé foi minha primeira influência, no afago do seu jardim florido e no afeto que guarda minhas melhores lembranças da infância. Nunca mais eu tive nada parecido com a casa da minha avó. Seu jardim de jasmins e resedás. Por essa dívida eu ainda […]

Leia mais

Os grandes amores. Ou quase

Croniketa da Burakera #22, por Ruben G Nunes Grandes Amores são os amores impossíveis. Que só existem na sua impossibilidade. Que se alimentam de sua própria interdição. Que nunca se consomem no tempo e nas distâncias finitas ou infinitas. Ou quase. Nem fazem pit-stop num final feliz ou infeliz. Como os amores comuns das novelas. […]

Leia mais

Estúdio selecionará 10 canções potiguares para gravação profissional

Novidade ótima aos compositores e músicos potiguares. A Zam Áudio Pro, estúdio de gravação do mineirinho, músico e produtor musical Zé Marcos, lançou o projeto Música Potiguar Autoral. A intenção é selecionar dez novas composições de autores potiguares para gravações gratuitas no estúdio. Para concorrer basta enviar a música, inédita, autoral e em qualquer estilo […]

Leia mais

Cellina Muniz: uma das “mais desenvoltas contistas do Estado”

A escritora Cellina Muniz dispensa apresentações; como pesquisadora desenvolve estudos sobre humor e imprensa alternativa, professora do Departamento de Letras e do Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem da UFRN. Publicou inúmeros artigos, ensaios e capítulos de livros, além das obras voltadas para pesquisas acadêmicas como, por exemplo, Nietzscheanismos (2009), Fanzines: autoria, subjetividade e […]

Leia mais