Há uma ano sem sua programação cultural e sem movimentar as noites do centro-histórico devido a pandemia o Bardallos Comida & Arte comemora em abril seus 16 anos. E para celebrar a data uma versão virtual do projeto Bardallando a Cidade, foi contemplado pela Lei Aldir Blanc via edital da Fundação José Augusto, Governo do Estado e Governo Federal.A edição especial do projeto será apresentada neste sábado (3), a partir das 21h no Canal do Bardallos no Youtube e terá uma programação cultural com Música, Teatro, Poesia, Literatura, Fotografia e Artes Plásticas. Confira mais abaixo.
‘’Gravamos o projeto em uma segunda-feira sem público e com os artistas se apresentando em diferentes horários. A equipe Nav.noAr fez toda a captação e edição de imagens. Reunimos 18 artistas em uma programação que representa muito o que sempre aconteceu aqui: a união de vários segmentos artísticos’,* relata Lula Belmont.Lula frisa que não demitiu nenhum funcionário e vem mantendo o Bardallos funcionando dentro do que os decretos estadual e municipal permitem no momento: a venda de refeições via delivery e take away.

Bardallos

O Bardallos Comida & Arte é um tradicional bar, restaurante e espaço cultural, preferido dos boêmios que frequentam o Centro Histórico de Natal, o produtor cultural Lula Belmont abriu as portas do espaço em abril de 2005 e aos poucos foi conquistando uma clientela em sua maioria de artistas, jornalistas, produtores, intelectuais, universitários, militantes de movimentos sociais e profissionais liberais.

A proposta do Bardallos é a união de amigos com um bom papo, um bom cardápio, incrementado com uma programação cultural intensa com performances cênicas, shows musicais, exposições plásticas, saraus poéticos, lançamentos de livros/Cd´s/DVD´s e cenário para filmes e entrevistas.

O Símbolo do Bardallos é o “Sino”, que os frequentadores conhecem bem e sabem que a meia noite quando ele é tocado é hora de ir encerrando os pedidos. O Sino tem uma emblemática interessante, e muita coisa pode ser captado do seu som.

“O sino representa muito o Bardallos, é mais do que ir embora, é um anúncio que no dia seguinte a casa espera todos novamente”, traduz Lula Belmont.

PROGRAMAÇÃO

  MÚSICA
*Show de abertura: Gustavo Cocentino*
ARTES PLÁSTICAS
*Exposição coletiva com: Carlos Sérgio Borges, Lavoisier, Renata Lisieux, Rosa MC e Valderedo*
FOTOGRAFIA
*Exposição de Canindé Soares*
LITERATURA
*Insurgências Poéticas com Thiago Medeiros e Gessika Santos*
TEATRO
*De Navarro à Júnior Dalberto*
*Com Eliene Albuquerque e João Antônio do Valle*
DANÇA
*Álvaro Dantas*

MÚSICA                                                                                                     *Show de encerramento com o grupo de samba Rosas na Cartola*

Serviço

Projetos Bardallando a Cidade
Edição Virtual
Sábado, 03 de abril
21h
Canal do Bardallos no youtube
https://www.youtube.com/channel/UCffoc5tpratZ1E8S2Hwg97Q/featured

NÓS, LGBTQIA+ na MPB é um encontro e show acústico com três artistas LGBTQIA+ da cidade do Natal agendado para esta terça-feira (26) no Bardallos Comida & Arte.

A programação será ao vivo com plateia obedecendo a quantidade permitida no decreto municipal vigente. Mas também será transmitida no Facebook do Bardallos.

Representações do segmento LGBTQIA+ poderão participar expondo questões e atualizações sobre o tema.

O encontro tem à frente a intérprete Jaina Elne, e os jovens artistas Junior Santos e VIC, juntos na construção e interpretação de um repertório com recorte de representações LGBTS que permeiam a música popular brasileira.

O intuito é discutir, em um bate papo aberto, como a música até hoje tem um papel fundamental na formação de identidades coletivas.

O projeto é da jovem produtora Taianara Fontenelle e foi aprovado na Lei Aldir Blanc do Governo Federal através do edital da Prefeitura do Natal.

Música como fator coletivo

Para a produtora, a música sempre foi um produto de consumo que, individualmente, atinge a subjetividade de quem a escuta, e, coletivamente, tem um efeito unificador. A música une as pessoas. Para a questão LGBTQIA+, há um fator de coletividade muito importante, pois na canção surge um espaço de possibilidade de existência coletiva.

“Vá a um show de qualquer artista LGBTQIA+, seja ele da nova geração ou da geração antiga, e você verá como a música aglutina um determinado grupo social através de um conjunto muito rico de imagens e símbolos”, ressalta a produtora.

E complementa: “Nas duas horas de show, os artistas e o público comungam expressões corporais, roupas e discursos que, juntos, tornam-se possibilidades de existência e resistência LGBTQIA+”.

Um dos grandes artistas plásticos potiguares, Fábio Eduardo abre sua quinta exposição individual nesta quinta-feira (17). O palco – ou a galeria – será o point cultural Bardallos, no Centro Histórico de Natal. A exposição ‘Jazz em tons de aquarela’ permanecerá aberta à visitação até 29 de dezembro.

“A ideia da série surgiu nesse período de pandemia. Como se fosse um diário de quarentena onde eu precisei ficar em casa mais do que o normal, aí os rabiscos foram aparecendo junto ao ritmo das músicas que estava ouvindo. Essa fase de ouvir jazz me influenciou a fazer uma pesquisa de imagens de músicos tocando instrumentos para esse estilo musical, para realizar obras mais elaboradas”, conta o artista.

Ainda segundo Fábio Eduardo, as telas foram produzidas também ao ritmo improvisado do jazz. “A aquarela com tinta diluída em água também dá a possibilidade de efeitos e tons de cores que surpreende até o artista”, diz.

Fábio Eduardo

Fábio Eduardo é artista natalense atuante nas artes plásticas desde 1988. Durante sua carreira participou de várias exposições coletivas em Natal, além de vernissagens na galeria do Museu Assis Chateaubriand Campina Grande/PB, no senado/Brasília.

Em 2009 participou da exposição em homenagem ao dia do circo na novela “Caras & Bocas” produzida pela Globo. Em 2012 foi selecionado para participar do projeto  (Reciclagem na arte) Museu itinerante Ultragaz, exposto em vários capitais do Brasil.

No exterior participou das exposições coletivas “Expoart Brasil 2000 as cores do RN”, em Palma de Mallorca/Espanha, e “Descobrimento da cultura Potiguar”, em Lisboa/Portugal.

Fez sua primeira exposição individual na galeria da Biblioteca Câmara Cascudo, em 1991 com “Corpo e movimento”, já com a temática figurativa.

Contato: 99685371

A programação cultural semanal do Bardallos começa nesta quinta com show da dupla Antoanete Madureira e Marcelo Seixas, pela primeira vez no palco da casa. Repertório de música brasileira para animar a noite do Centro Histórico de Natal, a partir das 20h e acesso gratuito.

Na sexta, dia de lembranças da luta de Zumbi dos Palmares e da celebração do Dia da Consciência Negra, o Bardallos, em parceria com a Livre Beach, apresenta uma programação voltada ao tema.

A partir das 18h abertura da exposição “Negros”, com os fotógrafos Clarice Nascimento, João Paulo e Narhuna Melo. Às 19h tem início a Oficina de “colocação de turbantes”, com Tânia Alves.

A programação musical começa às 20h30 com show de Pretta Soul e participação de Analuh Soares. Às 21h30 sobe ao palco a banda Dega.

Nos intervalos o microfone estará aberto para intervenções. Para a programação da sexta, o ingresso custará R$ 10, como contribuição para os artistas.

Lembrando que o Bardallos tem seguido todas as recomendações da Organização Mundial de Saúde e terá ocupação máxima de 40 pessoas, para manter a distância social.

O Bardallos receberá, nesta sexta-feira (13), dois dois mais talentosos artistas da música potiguar. Os veteranos pisarão o palco do point cultural e etílico do Beco da Lama para show a partir das 20h30. O Acesso é R$ 10, mas se liga que tem sorteio no insta do nosso Papo: @papocultura.blog

A dupla trará repertório recheado de muita música brasileira, para animar a noite do Centro Histórico de Natal. Lembrando que a lotação máxima da casa é de 40 pessoas durante o período de pandemia, para respeitar o distanciamento social.

Sueldo Soaress

No limiar da década de oitenta, a noite natalense adquiria o seu realce-mor na figura de Sueldo Soaress. Primeiro os bares, depois os festivais, aqui e alhures, onde ganhou diversos prêmios, consagrando-se como compositor e intérprete.

Em 1984, subiu ao palco do Teatro Alberto Maranhão, no espetáculo “Tinta Viva”. Protagonizou vários outros nos anos seguintes, a saber: “Reino”, em 1985, “Novo Mundo”, em 1986 e “Tulipa Negra”, em 1987, todos neste teatro. Este último show ficou em cartaz por cerca de dois anos, tendo sido levado a diversas capitais brasileiras.

Sueldo Soaress já participara, em 1986, da “janela” do Projeto Pixinguinha, show que trazia Joyce, Clara Sandroni e Lazo Matumba, como atrações de fora. No ano seguinte, estava participando do “Pixingão”, com a Orquestra de Música Popular
Brasileira, na sala Sidney Miller (Rio de Janeiro).

Daí por diante, teve participação especial em shows de alguns mega-stars da MPB, como Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Jorge Ben Jor, Angela Rôrô, Geraldo Azevedo, Toninho Horta, Kleiton e Kleidir e Xangai, além de fazer parte do Pixinguinha Nacional, junto com o grupo João Penca e seus Miquinhos Amestrados, pelo Norte e Nordeste.

Em 1993, decidiu expandir mais sua música, explorar outros caminhos. Buscando o reconhecimento do seu trabalho, resolveu dar um giro pela França, Espanha, Alemanha e Marrocos. Levou na bagagem o violão e um repertório com suas belíssimas canções. Recebeu então um convite para tocar nos Estados Unidos, onde participou da celebração do “Dia da Independência” na Union Square e no Coconut Grove Super Club, ambos em São Francisco, Califórnia. Encantou as cidades de Santa Cruz, Los Angeles e San Jose, em diferentes shows e estilo único.

Em novembro de 1996, foi especialmente convidado para participar da tour do Jorge Ben Jor, também em São Francisco, e em fevereiro de 1997 tocou no Carnaval Ball, no Galleria, a convite do Bay Brasilian Club. Foi um dos grandes destaques no segundo MADA (música alimento da alma) que realizou-se em Natal no Rio Grande do Norte.

Sueldo Soaress não se destaca dos demais músicos por fazer músicas de influência negra acentuada, mas sim por lançar como proposta estética a exuberância e o brio de uma musicalidade repleta de impressões de tempo e de espaço, que lhe são peculiares.

Sergio Groove

Sérgio Groove é baixista e multi-instrumentista, arranjador e compositor, considerado uma das referências no contrabaixo do Brasil na atualidade. Potiguar, é dono de uma musicalidade única, se destacando por extrair várias possibilidades sonoras que ele habitualmente descobre no seu contrabaixo, brincando ainda com percussão corporal e sonora (beat box) e técnicas de solfejo.

Dentro de seus 25 anos de carreira, Sérgio Groove arranjou e tocou em mais de 200 álbuns e possui gravado 13 trabalhos autorais, entre CDs e DVDs, em formações diversas.

Já participou de diversos festivais nacional e internacional, sendo ganhador de diversos prêmios.

Lecionou na renomada escola de música de Boston, a Berklee College Of Music, fazendo turnê em várias cidades dos Estados Unidos.

De volta ao Brasil, Sérgio aprimora mais composições em seus novos projetos autorais, juntamente com o compartilhamento de sua experiência musical já vivida através de Masterclass em várias cidades e Universidades do Brasil.

 

O Bardallos vai pintar e bordar no Sábado Artístico desta semana. As artistas convidadas da vez serão Bianca e Civone Medeiros, bordando afestos com linhas e cores a partir das 11h até 17h no palco do point cultural do Centro Histórico de Natal.

Durante os meses de pandemia, ambas, mãe e filha, têm se reinventado e redesenhado as rotas planejadas para o ano 2020 e é pela plataforma digital do #AtelierOnline, em casa que seguem produzindo, co-criando e agitando as redes de afetos, poesia e artes.

Bianca Medeiros

Bianca Medeiros, ilustradora, aquarelista e estudante de Ciências Sociais é inserida nas Arte-Ações da Mãe, Civone Medeiros desde quando era bebê, começando por suas digitais e rabiscos em assemblagens nas obras e instalações de Civone.

Elas Pintam e Bordam há tempos e sempre em parceria com outres Artistes e Iniciativas socioculturais, seja em oficinas, customização ou intermediando eventos culturais e realizando curadorias artísticas pelo RN e Brasil.

Rifa solidária

Para essa volta aos eventos presenciais, com todos os cuidados recomendados pela OMS e Governo do RN, as artistas lançaram uma #RifaSolidária em prol da realização da expo #PINTANDOeBORDANDO, a #RIFARTELAB com 10 prêmios, 10 sorteios e cada número da ‘Cartela da Sorte’ por R$ 10,00.

Os sorteios acontecem um dia após o ‘Sábado Artístico’ do Bardallos, dia 1/11/2020 às 20h em Live pelo perfil @artelabcim no instagram.

Esse foi o modo que encontraram de impulsionar a produção e conclusão de novas peças criativas desde as seriadas às obras únicas, tendo a imagética do Coração como guia, âncora, trapézio, ponte e mote. As vendas da Rifa Solidária acontecem até às 19h do dia 1° de Novembro.

#ARTeLabCiM

O #ARTeLabCiM – #ArteLaboratórioCriAtivoInterMídias é um Espaço Cultural Coletivo físico e virtual com o #atelierCiMbrasil das MultiArtistas #BiancaMedeiros e #CivoneMedeiros, Natal/RN em Associação com Outres Artistas e Iniciativas Socioculturais.

Artes, artesanias poéticas em suportes e expressões artísticas diversas tais como serigrafia sobre estampas e tecidos vários, pôsteres, cartões, lenços, echarpes, ecobolsas, aventais, camisetas, almofadas, canecas, móbiles, bandeiras, imãs, adesivos, botons, etc.

E ainda realização de oficinas/laboratórios artísticos online e presenciais, #SaraAudioVisual, podcasts e publicações entre outros formatos de eventos criativos e colaborativos.

O Bardallos promove a terceira edição do Sábado Artístico nesta semana. O projeto traz sempre alguma arte e artista em produção in loco no palco. Se nas duas primeiras edições o público assistiu o cartunista Rodrigo Erre e as rendeiras da Vila, neste sábado é a vez do “Xilogravador” Jefferson Campos.

O artista inicia seu trabalho de xilogravuras a partir das 11h no palco do Bardallos, hora para um almoço no local ou uma cerveja bem gelada. A arte de Jefferson Campos permanecerá por 15 dias exposta e à venda no local, até 30 de outubro.

Xilogravura

“Xilogravura é a técnica de gravura na qual se utiliza madeira como matriz e possibilita a reprodução da imagem gravada sobre o papel ou outro suporte adequado. É um processo muito parecido com um carimbo”, explica o artista.

A Xilogravura é de provável origem chinesa, sendo conhecida desde o século VI. A história da Xilogravura é antiga e seus primeiros registros aconteceram na China, e logo a técnica se expandiu para o Japão. Em seu início, o método era usado para imprimir textos como escrituras budista.

 

O cantor, compositor e instrumentista Yrahn Barreto dá sequência, neste sabadão, à quarta temporada do Baile do Barreto no Bardallos. E nesta edição Yrahn se apresenta com convidados paraibanos, os cantores e compositores Kennedy Costa e Tony Leon, e um apanhado de hits pra todo mundo continuar no clima do verão e ir já entrando com tudo no Carnaval. Chega junto para curtir e dançar que a entrada é franca.

Yrahn Barreto é cantor e compositor premiado e se destaca pela sua versatilidade passeando entre vários estilos musicais, conquistou a façanha de ser premiado duplamente no Concurso Dosinho de Marchinhas Carnavalescas 2018 como melhor interprete e com a marchinha do ano “Transforme-se”, que está no boca dos foliões potiguares reverberando e reverenciando o tradicional Bloco das Kengas!

Serviço:

Yrahn Barreto e o Baile do Barreto.
01/02 sábado, 21h
entrada franca
Rua Gonçalves Lêdo 478, Cidade Alta Natal RN.


O Bardallos Comida e Arte é um espaço gastronômico e cultural aberto em 2005 pelo decano produtor Lula Belmont, fundador do bloco carnavalesco As Kengas e do saudoso bar Vice-Versa. O Bardallos foi aberto com o propósito de manter a chama boêmia e artística da Cidade Alta acesa. O espaço, localizado na Rua Gonçalves Ledo, 678, abre diariamente para almoço e tem sido palco para a arte potiguar na noite natalense, seja para música, performances, celebrações, festas privadas ou exposições. Contato: 9 9198-0045 (Ricardo Nelson).

O Bardallos Comida e Arte reunirá dois ícones da música potiguar nesta quarta-feira (8). O show ‘Em Sons’ traz o suingue de Sueldo Soaress e a genialidade musical do contrabaixista Sergio Groove. A partir das 20h. Uma apresentação luxuosa e com acesso por apenas R$ 10. O show é uma mistura de ritmos, músicas autorais e releituras singulares de canções da mpb e já foi apresentado em terras cearenses com enorme sucesso.

Sueldo Soaress

No limiar da década de oitenta, a noite natalense adquiria o seu realce-mor na figura de Sueldo Soaress. Primeiro os bares, depois os festivais, aqui e alhures, onde ganhou diversos prêmios, consagrando-se como compositor e intérprete.

Em 1984, subiu ao palco do Teatro Alberto Maranhão, no espetáculo “Tinta Viva”. Protagonizou vários outros nos anos seguintes, a saber: “Reino”, em 1985, “Novo Mundo”, em 1986 e “Tulipa Negra”, em 1987, todos neste teatro. Este último show ficou em cartaz por cerca de dois anos, tendo sido levado a diversas capitais brasileiras.

Sueldo Soaress já participara, em 1986, da “janela” do Projeto Pixinguinha, show que trazia Joyce, Clara Sandroni e Lazo Matumba, como atrações de fora. No ano seguinte, estava participando do “Pixingão”, com a Orquestra de Música Popular
Brasileira, na sala Sidney Miller (Rio de Janeiro).

Daí por diante, teve participação especial em shows de alguns mega-stars da MPB, como Gilberto Gil, Paulinho da Viola, Jorge Ben Jor, Angela Rôrô, Geraldo Azevedo, Toninho Horta, Kleiton e Kleidir e Xangai, além de fazer parte do Pixinguinha Nacional, junto com o grupo João Penca e seus Miquinhos Amestrados, pelo Norte e Nordeste.

Em 1993, decidiu expandir mais sua música, explorar outros caminhos. Buscando o reconhecimento do seu trabalho, resolveu dar um giro pela França, Espanha, Alemanha e Marrocos. Levou na bagagem o violão e um repertório com suas belíssimas canções. Recebeu então um convite para tocar nos Estados Unidos, onde participou da celebração do “Dia da Independência” na Union Square e no Coconut Grove Super Club, ambos em São Francisco, Califórnia. Encantou as cidades de Santa Cruz, Los Angeles e San Jose, em diferentes shows e estilo único.

Em novembro de 1996, foi especialmente convidado para participar da tour do Jorge Ben Jor, também em São Francisco, e em fevereiro de 1997 tocou no Carnaval Ball, no Galleria, a convite do Bay Brasilian Club. Foi um dos grandes destaques no segundo MADA (música alimento da alma) que realizou-se em Natal no Rio Grande do Norte.

Sueldo Soaress não se destaca dos demais músicos por fazer músicas de influência negra acentuada, mas sim por lançar como proposta estética a exuberância e o brio de uma musicalidade repleta de impressões de tempo e de espaço, que lhe são peculiares.

Sergio Groove

Sérgio Groove é baixista e multi-instrumentista, arranjador e compositor, considerado uma das referências no contrabaixo do Brasil na atualidade. Potiguar, é dono de uma musicalidade única, se destacando por extrair várias possibilidades sonoras que ele habitualmente descobre no seu contrabaixo, brincando ainda com percussão corporal e sonora (beat box) e técnicas de solfejo.

Dentro de seus 25 anos de carreira, Sérgio Groove arranjou e tocou em mais de 200 álbuns e possui gravado 13 trabalhos autorais, entre CDs e DVDs, em formações diversas.

Já participou de diversos festivais nacional e internacional, sendo ganhador de diversos prêmios.

Lecionou na renomada escola de música de Boston, a Berklee College Of Music, fazendo turnê em várias cidades dos Estados Unidos.

De volta ao Brasil, Sérgio aprimora mais composições em seus novos projetos autorais, juntamente com o compartilhamento de sua experiência musical já vivida através de Masterclass em várias cidades e Universidades do Brasil.

Sérgio Groove é endorser das marcas DeOliveira Bass, Elixir Strings, Oneal Audios e LuRibeiro Cases.


O Bardallos Comida e Arte é um espaço gastronômico e cultural aberto em 2005 pelo decano produtor Lula Belmont, fundador do bloco carnavalesco As Kengas e do saudoso bar Vice-Versa. O Bardallos foi aberto com o propósito de manter a chama boêmia e artística da Cidade Alta acesa. O espaço, localizado na Rua Gonçalves Ledo, 678, abre diariamente para almoço e tem sido palco para a arte potiguar na noite natalense, seja para música, performances, celebrações, festas privadas ou exposições. Contato: 9 9198-0045 (Ricardo Nelson).

O cantor, compositor e instrumentista Yrahn Barreto leva seu show Baile do Barreto ao point cultural Bardallos. A festa acontece neste sábado (4) a partir das 21h. O acesso é livre!

Yrahn chega com um apanhado de hits que incluem músicas dos álbuns já gravados por ele e outras que também fazem parte do repertório que promete uma noite dançante, pra todo mundo já entrar no clima do verão e ir se preparando para o Carnaval.

Serviço

Yrahn Barreto e o Baile do Barreto.
Onde: Bardallos Comida e Arte (Rua Gonçalves Lêdo 478, Cidade Alta)
Quando: Neste sábado (4)
Hora: 21h
Entrada franca


O Bardallos Comida e Arte é um espaço gastronômico e cultural aberto em 2005 pelo decano produtor Lula Belmont, fundador do bloco carnavalesco As Kengas e do saudoso bar Vice-Versa. O Bardallos foi aberto com o propósito de manter a chama boêmia e artística da Cidade Alta acesa. O espaço, localizado na Rua Gonçalves Ledo, 678, abre diariamente para almoço e tem sido palco para a arte potiguar na noite natalense, seja para música, performances, celebrações, festas privadas ou exposições. Contato: 9 9198-0045 (Ricardo Nelson).

Uma cantora multifacetada, cigana musical que sugou influências nordestinas, europeias e sulistas ao longo de sua carreira decana, fincada hoje em Sampa,, Cida Lobo mostrará toda sua maturidade sonora nesta quinta-feira (19) em Natal, cidade berço de sua trajetória. O palco é o point cultural Bardallos, encravado na boemia do Centro Histórico de Natal. O show tem início às 21h, com ingresso a R$ 15.

Cantora, intérprete e compositora, Cida Lobo apresentará o show Entre Linhas. Um show que expressa para valer a ponte aérea musical Natal/Sampa. São influências de seu início de carreira, no fim dos anos 80 em Natal até a contemporaneidade paulista, onde vive há 22 anos.

O show Entre Linhas é poesia sonora, é diversidade rítmica, que percorre o palco em suas parcerias, como: Trizidela (Edmilson Costa/ Edinho Oliveira), De crise em crise (Antonio Ronaldo/ Edinho oliveira), Cidadôpolis (Edinho Oliveira). Isso sem deixar de fora o seu perfil de intérprete, com Taiguara (Guaranha Guarani), Feira de Mangáio (Sivuca), Negra Profecia (João Chiador), Bicho de Sete cabeças (Geraldo Azevedo). entre outras pérolas.

É necessário se reeditar. Portanto, aproveitem a maturidade dessa artista de raízes, memórias e timbres potiguares, que abraçou São Paulo como morada, sempre encantando os palcos da megalópole paulista.

SERVIÇO

Cida Lobo – Show Entre Linhas
Onde: Bardallos Comida e Arte
Quando: nesta quinta (19)
Hora: 21h
Couvert: R$ 15


O Bardallos Comida e Arte é um espaço gastronômico e cultural aberto em 2005 pelo decano produtor Lula Belmont, fundador do bloco carnavalesco As Kengas e do saudoso bar Vice-Versa. O Bardallos foi aberto com o propósito de manter a chama boêmia e artística da Cidade Alta acesa. O espaço, localizado na Rua Gonçalves Ledo, 678, abre diariamente para almoço e tem sido palco para a arte potiguar na noite natalense, seja para música, performances, celebrações, festas privadas ou exposições. Contato: 9 9198-0045 (Ricardo Nelson).

O Dia da Consciência Negra no point cultural Bardallos será movimentado nesta quarta-feira (20). Shows musicais com participações especiais, duas exposições com a temática da negritude e ainda performance poética com a poetisa vencedora do Slam RN – Campeonato Estadual de Poesia Falada. Tudo com acesso gratuito a partir das 19h.

A noite ‘Poder Negro no Bardallos’ terá música com o rapper Preto Bronx e da rapper Pretta Soul, ambos vencedores do Prêmio Hangar de Música na categoria Linguagens Urbanas (ele em 2015 e ela a vencedora da última edição do prêmio, este ano). Os shows contarão ainda com participação da cantora Analuh Soares.

Nas paredes da casa, duas exposições: o artista visual Lee Vieira trás o “Especial Negros”, e o fotógrafo Vlademir Alexandre expõe “Meus Olhos Negros”, de valorização da existência negra.

No campo poético, a vencedora do primeiro Slam RN, a poetisa Ore, moradora do bairro de Mãe Luíza, em Natal, fará uma performance poética. Ela também vai representar o Rio Grande do Norte na competição nacional, o Slam BR, no próximo mês de dezembro, em São Paulo.

E para completar a noite, tem ainda exposição de camisetas exclusivas da artista Lane, da Art Zans, em referência ao Dia da Consciência Negra.

SERVIÇO

Poder Negro no Bardallos
Música, exposição e poesia
Quando: Nesta quarta, às 19h
Onde: Bardallos Comida e Arte (Rua Gonçalves Lêdo, Cidade Alta)
Acesso livre.


Sigam nossas redes sociais!

Papo Cultura no Youtube
Papo Cultura no Facebook
Papo Cultura no Instagram
Papo Cultura no Twitter

Nesta quarta (13) a partir das 20h no Bardallos Comida & Arte, tradicional reduto da boêmia becodalamense, o cantor e compositor Felipe Nunes apresenta em voz e violão o tributo “Vamos Comer Caetano”, onde visita a obra do tropicalista Caetano Veloso. No repertório, os mais variados sucessos do compositor baiano: “Coração Vagabundo”, “Tigresa”, “You Don’t Know Me”, dentre outras canções.

Além disso, na ocasião também estará ocorrendo a exposição fotográfica “Sorrisos na Amazônia” de Toninho, que durante dois anos percorreu a floresta amazônica, fez registros fotográficos, como também entrou em contato com diversas comunidades indígenas, em especial, os Desana, do grupo linguístico Tukano, do alto Rio Negro, divisa entre o Brasil e a Venezuela.

A entrada para o show e a exposição é gratuita!

SERVIÇO

“VAMOS COMER CAETANO”, FELIPE NUNES (VOZ E VIOLÃO)
DATA E HORA: NESTA QUARTA, ÀS 20H
LOCAL: BARDALLOS COMIDA E ARTE (Rua Gonçalves Ledo, 678, Cid. Alta)
ENTRADA GRATUITA

Você sabe o que é Música Potiguar Mundi-Sã? Salve na sua agenda de eventos. E já neste sábado (9) a partir das 21h no Bardallos, MagodaSilva apresenta o show oNdeaNdo. Sinestesia pura! Uma GIG com músicos diferentes a cada edição, onde você vai curtir sambarocksteadyfunksouldubaião… Dessa vez, um show tipo LIVE pra circular nos espaços de cultura do RN.

Mago inicia essa turnê divulgando o processo de arranjo e interpretação das composições que vão estar em sua próxima produção fonográfica intitulada “oNdeaNdo”, disco ao qual o Malandro Beatnik Nordestino se refere como música mais temperada, sempre em fluxo, se transformando ao vivo a cada vez que se escuta…

O set ainda tem faixas do CD “e o pior qu’isso tudo não é ficção” (2011) e do EP “.com si em cia” (2018), o uso de riddims, bases de música digital como dancehall, trap, afrobeat, batucadas sampleadas, binaural beats, além de versões do pop mundial.

Para este show de logo mais, a banda será formada assim: maGo daSilva (voz, guitarra e cavaquinho) convida Amaro Trompa (trompete e flughel) e DJ Russo Camarão Nativo, re-inventando sucessos de Paulinho da Viola, Ponto de Equilíbrio, Seu Pereira e o Coletivo 401, J. Balvin, Baco Exu do Blues e até canções de Domínio Público.

SERVIÇO

MagodaSilva e o Show ‘Ondeando’
Onde: Bardallos (Centro Histórico de Natal)
Data e hora: Hoje (9), a partir das 21h
Ingresso: R$ 10.


Siga nossas redes sociais!

Papo Cultura no Youtube
Papo Cultura no Facebook
Papo Cultura no Instagram
Papo Cultura no Twitter

Um lançamento literário coletivo acontecerá nesta sexta e sábado no Bardallos, point cultural do Centro Histórico de Natal. Trata-se de uma programação paralela ao Encontro Nacional Mulherio das Letras em Natal. Serão nove lançamentos literários nos dois dias, entre livros de poesia, conto e romance.

Na sexta-feira, o lançamento coletivo tem início às 19h e será brindado com show da cantora Valéria Oliveira (cover R$ 10) às 20h. E no sábado, às 18h tem início o Cortejo Poético Mulherio das Letras, organizado pela Sociedade dos Amigos do Beco da Lama e Adjacências (Samba), culminando com o lançamento coletivo às 19h no Bardallos, onde acontecerá, também, a vernissage da exposição ‘Mulheres’, da artista Rosa Maria da Costa e som da DJ Lutigard, com participação especial de Fernandinho Implacável do Vinil. Acesso gratuito.

Confira os lançamentos:

Dia 01/11 (sexta-feira)

1. Adriana Silva Santiago – ‘Flores e Borboletas em Meio Século de Poesia (poesia)
2. Jeovania P. – ‘A-M-O-R’ (poesia)
3. Lindevania Martins – ‘Longe de mim’ (contos)
4. Nic Cardeal – ‘Sede de céu’.

Dia 02/11 (sábado)

1. Divanize Carbonieri – ‘Passagem estreita’
2. Mariam Pessah – ‘Grito de mar’ (poemas bilíngue)
3. Rosângela Vieira Rocha – ‘Nenhum espelho reflete seu rosto’ (romance)
4. Vera Esther Ireland – ‘Desculpa qualquer coisa!’ – (contos)
5. Rosa Pereira – ‘Ilustração Botânica’


FOTO: Florisman Rocha

O show “Sacrário”, com Valéria Oliveira & Jubileu Filho, terá duas apresentações nesta semana: nesta quarta-feira (30) no IFRN Cidade Alta, e nesta sexta-feira (1), no Bardallos.

“Sacrário” é um convite à intimidade onde Valéria e Jubileu dialogam por meio de uma linguagem dinâmica de vozes, violões, bandolim e cavaquinho. É um processo de experimentações e concepções de arranjos de uma série de novas canções, visando à gravação de um novo CD.

“Sacrário” – que é também o título de um samba inédito composto por Valéria – traz ainda uma leitura pessoal da influência negra na cultura brasileira e em especial no Estado do Rio Grande do Norte. A obra musical faz referências a recantos que contam um pouco dessa história como é o caso da “Igreja do Rosário” (localizada no Centro Histórico de Natal) e a expressões da cultura afro-brasileira como o coco de zambê, o jongo, o samba, o Ijexá, entre outras. Valéria faz referência também ao Beco da Quarentena, outro espaço da cidade de Natal no samba “O beco”, mais uma composição só dela e traz em “Toca tambor”, parceria com a poeta Drika Duarte, uma mensagem de respeito, igualdade, amizade e esperança.

Entre os sambas de amor estão no repertório os inéditos “Quando tocam os sinos”, dos cariocas Reginaldo Mil e Jotabê, este autor de sambas como “Malandro”, “Recompensa” e “Pedaço de ilusão”, e “Está tudo aí” de Valéria Oliveira em parceria com Luiz Gadelha. Valéria diversifica o repertório majoritariamente de samba com o baião “Rosa de aroeira” só dela, com o xote lusitano “Alento”, uma parceria dela com Ivando Monte, recentemente interpretada por Leila Pinheiro em seu último show em Natal e com o bolero “Voragem”, parceria dela com o poeta paraibano André Morais. O repertório é costurado por algumas obras do disco “Mirá”, trabalho anterior de Valéria, e por releituras do cancioneiro popular brasileiro.

A apresentação do IFRN Cidade Alta contará ainda com a gastronomia da Cozinha da Nega e a arte do projeto Transforme-se com a exposição “Empoderando Mulheres Afrodescendentes”. Já no Bardallos, a apresentação será precedida pelo lançamento literário da obra Coletivo e Alternativo, com trabalhos de várias mulheres.

SERVIÇO

“Sacrário” – Valéria Oliveira e Jubileu Filho ­
Dia 30 de outubro, quarta-feira, às 18h
IFRN Cidade Alta
Acesso gratuito

Dia 01 de novembro, sexta-feira, 20h
Bardallos: Rua Gonçalves Lêdo, 678 – Cidade Alta
Preço único promocional: R$10,00

Patrocínio: Prefeitura do Natal, por meio do edital do Centro Histórico de Natal.

Fechando a circulação no Centro Histórico de Natal, o cantor e compositor Yrahn Barreto chega ao Bardallos neste sábado, a partir das 21h, para apresentar o show Ser Tão Potiguar e reverenciar a riqueza da cultura nordestina. E o melhor: com entrada franca!

Em sua quarta temporada o show trás todo o imaginário simbólico das quermesses juninas que Yrahn viu e viveu em sua infância resultando em músicas de sua autoria e também com parcerias como: “Fogo de Palha”, “São João de Barra”, “Vim te Ver” que foi segundo lugar no Festival Forró de Verdade de 2017.

Além das suas composições, Yrahn Barreto terá um momento de reverenciar os grandes compositores do forró como: Elino Julião, Dominguinhos, Luiz Gonzaga, pra todo mundo chiar o chinelo no salão.

Yrahn Barreto

Yrahn Barreto há 26 anos é cantor, compositor e instrumentista potiguar, ganhador duplo do Concurso de Marchinhas Juninas Faz Mais Elino 2019, com o prêmio da marchinha do ano “São João de Barra” (Yrahn Barreto / João Barra) e o prêmio de melhor interprete do concurso.

Atualmente está em fase de gravação do seu quarto álbum e em temporada com o show Yrahn Barreto “Ser Tão Potiguar” que percorreu quatro espaços culturais no Centro Histórico de Natal com o patrocínio da Prefeitura de Natal, através do edital do Centro Histórico de Natal.

Ser Tão Potiguar

O “Ser tão Potiguar” iniciou a sua circulação na Estação do Cordel dando continuidade no Beco da Lama e na sequência seguiu para o Bar de Nazaré e finaliza sábado no Bardallos Comida e Arte.

A cada edição Yrahn convida um artista para engrossar o caldo do Ser Tão Potiguar. Foram 4 linguagens artísticas convidadas: literatura de cordel com a cordelista Tonha Mota, teatro com a atriz Eliene Albuquerque, dança com a bailarina Rozeane Oliveira, e para finalizar, um “plus” de convidados de mais dois estados nordestinos, a vizinha Paraíba e o Piauí.

Este último show unirá a música, as artes visuais e a poesia com o artista visual Carlos Sérgio Borges (RN), o projeto “Tins Tons e Tais” com o cantor e compositor Tony Leon (PB), o músico e compositor Alex Madureira (PB), cantor e compositor Kennedy Costa (PB) e o lançamento do livro “A Ilusória Geometria da Insanidade” do compositor e escritor Acilino Madeira (PI).

SERVIÇO:

Show: Yrahn Barreto Ser Tão Potiguar
Bardallos (17/08) sábado 21h
Rua: Goncalves Lêdo, 678, Centro Histórico de Natal (Acesso livre)

O show Som de Barro, da cantora Dani Cruz, leva um forró raiz ao Bardallos Comida e Arte (Rua Gonçalves Ledo, 671, Centro) nesta quarta-feira (19), véspera de feriado. Dessa vez, convidados especialíssimos engrossam o caldo da festa: Tiquinha Rodrigues, na rabeca e voz marcante, e Abner Moabe, flautista arroxado.

“Som de Barro” é um show em homenagem ao sons do Nordeste e ao mestre Dominguinhos. Tendo estreado em 2017, seus primeiros shows ganharam espaço especial para o público da cantora Dani Cruz, que agora aguarda a segunda temporada com entusiasmo.

O show vem com cara nova, pensando para além dos sotaques e trejeitos, em um resgate menos caricato, mais contemporâneo, mas acima de tudo exaltando essa grande festa que é o São João, tão presente no imaginário e na vida do nordestino.

Dominguinhos foi o nome escolhido para representar a forte cultura ligada a esses festejos juninos, com clássicos que merecem ser lembrados e aclamados. As canções consagradas ganham novas versões pela banda composta por Ricardo Baya (guitarra), Cacá Velloso (guitarra), Daniel Ribeiro (contrabaixo), Anderson Melo (baterista) e dessa vez contando com a musicalidade do sanfoneiro Lipe Guedes.

No dia 30, é a hora de levarmos pra Casa de Cultura de Macaíba um “Forrozinho bom” que é “Gostoso demais”. Além dessas músicas do nosso mestre, “Eu só quero um xodó”, “Sete meninas” e “Te faço cafuné” marcarão presença no repertório, que ainda traz outros representantes do gênero para arrastarmos a chinela como Flávio José, Santana e Elba Ramalho.

É pra dançar agarradinho, cantar juntinho, trazendo aquele clima do forró pé de serra que a gente adora! Segura o fole, menino!

Serviço

Show Som de Barro – especial Dominguinhos.
Datas:
19/06, no Bardallos Comida e Arte (R$ 10), às 21h.
30/06, na Casa de Cultura de Macaíba (entrada franca), às 15h.

Sabadão (15/06) chegando com muita música, e em especial, muito forró no Bardallos. O cantor, compositor e instrumentista Yrahn Barreto chega com um apanhado de canções dos seus tempos juninos quando menino.

No repertório tem Dominguinhos, Três do Nordeste, Luiz Gonzaga, Flávio José e seus forrós também. Inclusive os forrós selecionados no Festival Forraço 2019, “Depois do Por do Sol”, e no Festival de Marchinhas Canta mais Elino 2019, “São João de Barra”, em parceria com João Barra.

O Show Ser Tão Potiguar entra para a sua quarta edição e já passou por diversos palcos: Festa do Sabugo (2018) Parnamirim, Teatro de Cultura Popular Chico Daniel (2017), A Budega em João Pessoa (2017), São João da Prefeitura de Natal (2016).

Serviço:

Yrahn Barreto Ser Tão Potiguar.
15/06 sábado, 20h
entrada R$ 10,00

Consagrada referência do Jazz Local, a cantora Bruna Hetzel se aventura pelo universo do Rock & Blues, ao resgatar uma antiga paixão: os Beatles. O show “Beatles in Jazz” traz interpretações surpreendentes. Os músicos passeiam livremente pelos clássicos dos garotos de Liverpool, com sotaque de Jazz e um jeitinho brasileiro. E este show acontecerá nesta quarta-feira, a partir das 20h, no Bardallos Comida e Arte, point cultural do Centro Histórico de Natal. Ingresso a R$ 10.

Bruna Hetzel

Bruna Hetzel se revela ao cenário potiguar em 2012 com o projeto Influência do Jazz, que atualiza o universo poético da MPB em sua convergência com o gênero jazzístico. O projeto acolhido com entusiasmo por público e crítica, se desdobra em inúmeras apresentações, na passagem pelo principal festival de jazz da região – o Fest Bossa & Jazz, e no convite para compor a formação da SESI BIG BAND – orquestra de jazz do SESI-RN, com quem realiza grandes espetáculos no período de 2013 a 2015.

Em 2015, a convite do Fest Bossa & Jazz, lança o projeto Lady Sings The Blues: Um Tributo a Billie Holiday, homenagem ao centenário da lendária diva do jazz, que obteve excelente repercussão. Atualmente, a cantora circula por variados espaços da cena local e de estados vizinhos, e se dedica ao desenvolvimento de composições próprias, e em parceria com músicos como Sergio Farias, Caio Padilha, e Amaro Freitas (PE) que resultarão na produção do seu primeiro CD: Canto Azul.

SERVIÇO

Beatles in Jazz
Quem: Bruna Hetzel
Onde: Bardallos Comida e Arte (rua Gonçalves Ledo, Cidade Alta)
Data e hora: nesta quarta (29), às 20h
Ingresso: R$ 10.

Desafiadora de gêneros, a cantora Haley Peltz retorna ao Brasil para mais uma temporada e se apresenta com o projeto “Joca Costa e Haley – Fulô de Araçá” em parceria com o renomado guitarrista Joca Costa. O primeiro show acontece hoje (24), às 21h, no Bardallos Comida e Arte, com um espetáculo que busca renovar e aprofundar a conversa entre as canções tradicionais de jazz e da Música Popular Brasileira.

Haley Peltz

Originária de Boston (EUA), Haley morou três anos em Natal e, em 2016, sua paixão pela Música Popular Brasileira a levou para São Paulo, onde foi selecionada em primeiro lugar no Concurso de Canto Popular da Escola de Música do Estado de São Paulo – Tom Jobim, pelos músicos Arrigo Barnabé, Paulo Braga e Breno Ruiz.

Em 2017, ela apresentou um Tributo aos 100 anos de Ella Fitzgerald no JazzB e em outras casas de show de São Paulo. Atualmente ela é mestranda em Composição e Arranjo de Jazz, na Universidade de Massachusetts (EUA).

Joca Costa

Joca Costa está entre um dos grandes guitarristas e arranjadores brasileiros. Fez parte da saudosa banda Impacto Cinco e já esteve em turnês nacionais e internacionais, além de festivais fora do Brasil, e de acompanhar grandes artistas brasileiros, como Elba Ramalho, Geraldo Azevedo, Zé Ramalho, Xangai, Elza Soares, o grupo Boca Livre e Vital Farias.

Serviço

Joca Costa e Haley – Fulô de Araçá
Sexta-feira (24) – 21h
Bardallos Comida e Arte – Rua Gonçalves Lêdo, 678 – Cidade Alta
Ingressos: R$ 15

Em um show voz e violão, o cantor e compositor Felipe Nunes apresenta suas inspirações musicais nesta quarta (10/04) no Bardallos Comida & Arte a partir das 20h. A apresentação passeará por canções que vão desde o universo místico da música de Dorival Caymmi e Baden Powell até o lirismo poético de Caetano Veloso e Chico Buarque. Além disso, trará composições de Milton Nascimento, Angela Rô Rô, Luiz Melodia, Joyce, João Bosco, algumas das suas

SOBRE FELIPE NUNES

Felipe Nunes é cantor, compositor, poeta, artista gráfico, historiador e mestrando em antropologia social. Integra a trupe de poetas que organiza o Sarau Insurgências Poéticas que se notabilizou nos últimos anos por pelos saraus multiartistícos promovidos no Rio Grande do Norte e Nordeste. Além do trabalho solo, dedica-se a dois projetos coletivos: o “Agô”, dedicado a realizar releituras de canções da música brasileira influenciadas pela sonoridade afro-brasileira, e a “Tríade Rebelde”, dedicada a fazer releituras de clássicos da música latino-americana.

Atualmente está em estúdio gravando o seu primeiro EP de músicas autorais produzido pela Rizomarte Records e conta com a direção artística em parceria com Henrique Lopes (Igapó de Almas) e Pedras Leão (Igapó de Almas e Luisa eos Alquimistas), este também assina a produção musical do trabalho. O EP tem previsão de lançamento para agosto e contará com 5 canções.

SERVIÇO

SHOW “INSPIRAÇÕES”, FELIPE NUNES EM VOZ E VIOLÃO
(10/04) A PARTIR DAS 20H
LOCAL: BARDALLOS COMIDA & ARTE (Rua Gonçalves Ledo, 678, Cid. Alta)
COUVERT ARTISTÍCO: 5 reais

Março é um mês que traz consigo muitas celebrações e muitas reflexões: Dia internacional da mulher, Dia Nacional da Poesia, Dia Internacional do Teatro e Dia do Orgulho LGBTQI+.

E para celebrar essas datas, o Sarau Insurgências Poéticas promove, nesta quarta-feira (20), no Bardallos Comida e Arte, às 19h, uma edição com muita cor, poesia e reflexão.

Confira a programação:

#Poesia: Hilary Hilton, Thiago Medeiros e Tiago Silva;

#Dança Álvaro Dantas;

#Música Dj Wecsley Mariano (+intervenções poéticas) e Junior Santtos;

#Diálogo com o Coletivo Leilane Assunção

Sarau Insurgências Poéticas – Edição LGBTQI+

Quarta, 20 de março | Bardallos Comida e Arte (Gonçalves Ledo, 678 – Cidade Alta) | 19 horas | Entrada: 10,00

É de praxe o Bardallos Comida e Arte celebrar o Dia Nacional da Poesia. E neste 14 de março de 2019 não será diferente. Na programação está o SarAudioVisualPoetiguares, organizado pela artista visual e poeta Civone Medeiros, a partir das 19h.

Serão recitais, artes visuais, mostra de curtas-metragens, projeções e performances poéticas, além de Feira Criativa, palco livre e música com discotecagem de Wecsley Mariano. O acesso é livre e libertário.

Artistas convidades: Adaécio Lopes, Concita Alves, Cristina Moreno, Consuelo OleusnoC, Eduardo Alexandre, Lee Vieira, Marcus Victor, Plinio Sanderson, Samira Aguiar, Sara Sunsarara e, claro, você, amantes da poesia e do Centro Histórico de Natal.

Exibição dos Curtas-Metragens

– ‘Madrigal, um conto de imagens por palavras’ de Felipe Oliveira e Allyne Rayanne sobre a Arte como vida poética de Civone Medeiros;
– ‘poço. festim. mosaico. a poesia de marize castro’ de autoria de Augusto Lula;
– ‘Faces Da Rua’ de Paulo Lima e Luiz Peres.

Homenagem 2018

#MarielleVive, MariellePresente! #MarielleFranco (1979-2018) Vereadora, defensora dos Direitos Humanos e das minorias, covardemente assassinada no dia 14 de Março de 2018.

Realização: #atelierCiMbrasil (Civone Medeiros) e Bardallos.
Apoio: ICAP-Instituto Cultural e Audiovisual Potiguar, Nalva Melo Café Salão, Carlota Hand Made, Marcha Mundial De Mulheres.

ONDE: Bardallos Comida e Arte, Rua Gonçalves Ledo, 678 – Cidade Alta
QUANDO: Quinta-feira, 14 de Março, a partir das 19h!


FOTO: Alex Gurgel

A última edição do projeto Quartas Konectadas vai encerrar com chave de outro hoje o esquente para o carnaval do Bloco d’As Kengas. A partir das 20h e com entrada gratuita, muito samba, irreverência e exposição fotográfica estarão abertos ao público no Bardallos Comida e Arte (Cidade Alta).

O show será comandado pelo grupo sambissta Batuque de um Povo, vencedor da última edição do Prêmio Hangar de Música e com repertório de samba raiz. E o idealizador do bloco As Kengas, Lula Belmont também promete uma presença surpresa durante a festa.

Também nesta quarta konectada estará o acervo de fotos do decano fotojornalista João Maria Alves para o bloco d’As Kengas. São oito registros selecionados entre os anos de 2011 e 2016. E em 2019, o bloco vem a mesmo deboche e animação de sempre, animado pelos shows de Laryssa Costa e Sidney Magal, na tarde de domingo de carnaval na rua Ulysses Caldas, ao lado da Pinacoteca do Estado.


FOTO: João Maria Alves

A quarta-feira mais movimentada da cidade aumenta o ritmo nesta semana e adentra de vez à festa de Momo com várias atrações na programação do projeto Quartas Konectadas – as prévias carnavalescas antes do ponto máximo com a irreverências do bloco As Kengas, no domingo de carnaval.

Para esta quarta (20), uma tríplice atração: o showzaço contagiante da cantora Jaina Elne, a animação com frevos e marchinhas da Orquestra do Papão, e ainda o lançamento do single ‘Me Conectar’, na voz da cantora trans Ompa Top. Tudo a partir das 20h no Bardallos Comida e Arte e com acesso gratuito.

QUEM É OMPA TOP

Ompa é a singularidade harmônica de todas as coisas e Top é a representatividade artística de como todas as coisas do universo são, Ompa Top. A sigla Ompa é o encontro híbrido entre a diversidade humana, o universo artístico cultural e o campo harmônico magnetizado por diversas habilidades divinas.

O caminho dessa união torna claro a arte unificada no espaço e a utopia pelos sons reais que vem do universo ideológico. A Ompa Top é formada por bases cristalizadas de fogo que queima e bebe do poder da arte. Seu som no mundo ecoa infinitas vibrações sonoras capazes de ser Ompa no sistema e tomar conta do seu espaço.

A quarta-feira mais animada de Natal promove esta semana uma verdadeira prévia carnavalesca com show de Dodora Cardoso e Orquestra de Frevo do Papão dentro da programação do Quartas Konectadas, no Bardallos Comida e Arte.

O acesso é livre, a partir das 19h, e contempla ainda a exposição do fotógrafo Hugo Macedo com imagens do bloco mais irreverente da cidade: As Kengas.

DODORA CARDOSO

A natalense Maria Cardoso da Cunha tem música nas veias. O pai militar era também era músico, poeta e repentista. E a mãe, coralista da Igreja de Sant’Ana em Caicó.

Dodora morou no Rio de Janeiro por oito anos, ainda pequena. Mas sua mãe, já viúva, decide regressar a Caicó com sua família de sangue musical. E por lá vence o concurso “A mais bela voz de Caicó”. Seria apenas o começo de uma carreira de mais de 40 anos de música.

De voz grave e interpretação cadenciada, Dodora Cardoso é comumente comparada à Alcione. Já com cinco CD’s gravados e mais de cinco mil cópias vendidas, tem sido constantemente convidada para projetos musicais e shows em inúmeros palcos do estado.

EXPOSIÇÃO AS KENGAS

Expor nas principais cidades do Brasil o estilo e a descontração dos que fazem o bloco mais irreverente de Natal, são água passadas. Agora Hugo Macedo apresenta, mais uma vez, o ensaio AS KENGA`S, no Bardallos, em sintonia com a festa mais popular do país, o carnaval.

São fotografias coloridas feitas nas mediações do tradicional e boêmio Beco da Lama, há dez anos, e que hoje o fotógrafo guarda com muito carinho em seus arquivos digitais.

HUGO MACEDO

Hugo Macedo começou a atuar na fotografia quando trabalhava na área de recursos hídricos, viajando pelo interior potiguar. Conheceu comunidades esquecidas e percorreu caminhos que o levou do sertão ao litoral.

Para se especializar fez cursos em conceituadas escolas de arte e fotografia do país e aprofundou numa imersão do mundo da fotografia, viajando por muitos lugares do Brasil e em mais de trinta países, sempre em busca de lugares e povos de diferentes culturas.

SERVIÇO

Quartas Konectadas
O que: exposição As Kengas e show com Dodora Cardoso e Orquestra Papão
Onde: Bardallos Comida e Arte
Quando: nesta quarta, dia 13
Hora: a partir das 19h
Acesso livre

FOTO: Luana Tayze

Logo mais a Cidade Alta recebe a quinta-feira mais agitada de Natown. Samba e discotecagem gratuita e prestigiada.

Sugestão? Chega cedo para acompanhar a roda de samba de pertinho, com a mesa montada em frente ao Bar de Nazaré, por volta das 19h.

Deu 20h30, tira para o Bardallos, ali pertinho, para curtir a discotecagem do projeto Quinta Discow, com DJ Samir e convidados.

O projeto Quinta Discow acontece desde março de 2018, em todas as quintas-feiras do mês, até 0h.

A ideia do produtor Lula Belmont e do curador do Bardallos, Ricardo Nelson, foi pensar uma opção diferenciada aos clientes após o término da roda de samba, que atrai centenas de pessoas ao Centro Histórico de Natal.

SERVIÇO

Quinta Discow
Onde: Bardallos Comida e Arte
Data e hora: quinta (22), a partir das 20h30
Quanto: Acesso livre.


O Bardallos Comida e Arte é um espaço gastronômico e cultural aberto em 2005 pelo decano produtor Lula Belmont, fundador do bloco carnavalesco As Kengas e do saudoso bar Vice-Versa. O Bardallos foi aberto com o propósito de manter a chama boêmia e artística da Cidade Alta acesa. O espaço, localizado na Rua Gonçalves Ledo, 678, abre diariamente para almoço e tem sido palco para a arte potiguar na noite natalense, seja para música, performances, celebrações ou exposições. Contato: 9 9198-0045 (Ricardo Nelson).

Nessa quarta, o Sarau Insurgências Poéticas estará todo carnaval no Bardallos Comida e Arte com homenagem ao artista visual Carlos Sérgio Borges, que na ocasião apresentará sua exposição intitulada “Em Nome da Rosa – Uma homenagem à carnavalesca Rosa Magalhães – Croquis para uma escola de samba”. Ele também estará vendendo alguns dos seus adereços para o carnaval.

E para se somar à festa da noite, show com Jamilly Mendonça e Yrahn Barreto e repertório animado para combinar com as cores da festa. E ainda a participação dos insurgentes poetas Marina Rabelo e Thiago Medeiros, além do esquete de dança da bailarina Rozeane Oliveira.

E se o homenageado estará com seus adereços à venda, o Insurgências também traz a parceria da mini feirinha criativa com as presenças do Estúdio Carlota e o Bazar Carnavalesco de Wecsley Mariano.

Toda essa programação está dentro do “Quartas Konectadas”, projeto d’ As Kengas para esse carnaval de 2019, iniciado semana passada e sempre com acesso gratuito, com programação todas as quartas-feiras até o carnaval.

CARLOS SÉRGIO BORGES

Carlos Sergio Borges é artista plástico, coreógrafo e figurinista. Tem formação em artes plásticas pela UFRN e já foi tricampeão como carnavalesco da Escola de Samba Imperatriz Alecrinense, nos anos de 1985, 1990 e 1991. Hoje integra a comissão julgadora do desfile das agremiações, no quesito adereços.

É figurinista da Escola de Dança do TAM desde sua fundação, em 1985, e do Studio Corpo de Baile, há 22 anos. É responsável também pela criação de cenários, figurinos e adereços dos autos de Natal nos anos de 2005 a 2007.

Carlos Sergio coleciona 22 exposições individuais entre Natal e Manaus e mais de 500 exposições coletivas nacionais e internacionais. Foi duas vezes homenageado como artista criativo do Carnaval Multicultural de Natal, com o troféu Dosinho.

Recentemente, o artista realizou seu grande sonho inaugurando o Atelier Carlos Sérgio Borges, com espaço de loja, galeria e espaço criativo. O atelier está localizado vizinho à Igreja Santo Antônio, onde nasceu e cresceu, sempre valorizando a cultura popular potiguar, sem perder o traço original que caracteriza, desde sempre, a sua arte.

SERVIÇO

Quartas Konectadas
Insurgências Poéticas – homenagem a Carlos Sergio Borges
Onde: Bardallos Comida e Arte
Quando: Quarta, 06/02/2019
Hora: 20h
Entrada gratuita.
Reservas de mesas e informações: 986270893


O Bardallos Comida e Arte é um espaço gastronômico e cultural aberto em 2005 pelo decano produtor Lula Belmont, fundador do bloco carnavalesco As Kengas e do saudoso bar Vice-Versa. O Bardallos foi aberto com o propósito de manter a chama boêmia e artística da Cidade Alta acesa. O espaço, localizado na Rua Gonçalves Ledo, 678, abre diariamente para almoço e tem sido palco para a arte potiguar na noite natalense, seja para música, performances, celebrações, festas privadas ou exposições. Contato: 9 9198-0045 (Ricardo Nelson).

Que tal uma sexta para ouvir o melhor da música nordestina em um ambiente aconchegante em pleno centro da boemia natalense? Na noite desta ssexta-feira (1 de fevereiro), os tarimbados cantores e compositores Cleudo Freire e Nelson Coelho apresentam suas verões para canções Lado B do cancioneiro do Nordeste. O show tem início às 21h no Bardallos Comida e Arte.

O show ‘Música Nordestina – Lado B’ nasceu do desejo dos dois de cantar canções do repertório brasileiro que, de alguma forma, sensibiliza a dupla. E nessa viagem de releituras para composições de músicos renomados, aliado ao trabalho autoral de Cleudo e Nelson, a dupla tem embalado noitadas em pubs e bares de Natal e do Brasil.

CLEUDO FREIRE

Compositor potiguar com forte influência do rock e da música de raiz do Rio Grande do Norte. Produziu o CD Songa Também Dá Coco, e lançou, com Os Bambelocos, o CD Zambê Crossover.

NELSON COELHO

Compositor carioca radicado há décadas em Natal. Sua música tem influência da música brasileira e do rock clássico. Além de produzir, junto com Cleudo, o CD Songa Também Dá Coco, lançou o CD Dois Rios.

SERVIÇO

Show Música Nordestina – Lado B, com Cleudo Freire e Nelson Coelho
Onde: Bardallos Comida e Arte
Quando: nesta sexta (1 de fevereiro)
Hora: 21h
Couvert: R$ 10


O Bardallos Comida e Arte é um espaço gastronômico e cultural aberto em 2005 pelo decano produtor Lula Belmont, fundador do bloco carnavalesco As Kengas e do saudoso bar Vice-Versa. O Bardallos foi aberto com o propósito de manter a chama boêmia e artística da Cidade Alta acesa. O espaço, localizado na Rua Gonçalves Ledo, 678, abre diariamente para almoço e tem sido palco para a arte potiguar na noite natalense, seja para música, performances, celebrações, festas privadas ou exposições. Contato: 9 9198-0045 (Ricardo Nelson).