amem-ore

UM POETA EM CADA ESQUINA: Amém Ore, um poeta de IRA e alívios

Sérgio Vilar22 de janeiro de 2021Poesia, Image

Amém Ore. Nome estranho, mesmo para poetas. E Amém como Deus do Egito, embora o poeta desacredite em tudo. Portanto, há uma crença na descrença. O Ore é uma sigla: orgulho, raiva e ego. Uma autocrítica. E Amém Ore não só fala, declama e vence por duas vezes o slam de poesia potiguar, mas também ouve, se ouve para declamar, protestar e se reconhecer.

Poeta que domina o ritmo da poesia, marginal ou não, da música, de protesto ou não, Amém Ore foi o convidado do terceiro episódio de ‘Um Poeta em Cada Esquina’, projeto conduzido pela poeta Géssyka Santos, disponível em podcast no youtube e com o bônus de vídeos-poemas belíssimos, que vocês conferem ambos logo abaixo.

As expressões da poética na voz, na escrita ou na música. O poder da poesia nessa tríada, seja para alívio da alma ou provocar o espírito, além de um EP intitulado IRA, com quatro faixas e indicado a quatro categorias do Prêmio Hangar, entre outros assuntos correlatos, foram temas dessa conversa descontraída com Géssyka. Oremos pela poesia!

VÍDEO POEMA

PODCAST

“Um poeta em cada esquina” é um projeto de Gessyka Santos e Gonzaga Neto, realizado com recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte. Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

Veja mais em @umpoetaemcadaesquina

Sobre o autor

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *