Projeto ‘Natal Leitor’ visitará 20 escolas com presença do autor Márcio Benjamim

Sérgio Vilar6 de novembro de 2019Literatura, , Image

“O artista tem de ir aonde o povo está”. Essa frase da canção ‘Nos Bailes da Vida’, de Fernando Brant e Milton Nascimento, casa bem com o propósito do projeto encabeçado pelo escritor Márcio Benjamim. Ele e o professor Sidiney Schneider têm visitado escolas da rede pública de ensino para conversar com alunos sobre literatura. Parafraseando o dilema, “o escritor tem de ir onde o aluno está”, onde o livro precisa ser lido e a literatura, discutida, apreciada, prestigiada.

Nesta quarta será a vez da Escola Estadual Dinarte Mariz, em Mãe Luíza. Em cada escola visitada o autor deixa dez livros para compor a biblioteca. O livro em questão é o último da “trilogia do terror”, intitulado Agouro. “Conversamos com os alunos sobre literatura potiguar e a importância ao reconhecimento de nossa identidade”, conta Schneider. A obra traz 13 contos baseados em fatos que revisitam os terrenos férteis da oralidade sertaneja. Os outros dois livros da trilogia são ‘Maldito Sertão’ e ‘Fome’.

Na última visita, a Escola Municipal Professor José Melquíades, no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, Zona Norte de Natal, promoveu uma homenagem surpresa ao escritor, com exposição, teatro e desenhos dos textos do livro, que são entregues previamente para que possa ser lido e discutido depois com a presença do autor. “A ideia é aproximar aluno e escritor, discutir os cenários e personagens do livro, como são criadas as histórias e assim valorizamos também a nossa cultura”, ressalta Schneider.

Ao todo o projeto chamado ‘Natal Leitor’ visitará 20 escolas da rede pública de Natal. “Em minha vivência como professor aprendi que inexiste adolescente que não gosta de ler, mas falta oportunidade, incentivo. E a partir dessa experiência da biblioteca itinerante na escola que lecionei, surgiu a ideia de levar os livros de Márcio aos adolescentes de Natal. Acredito nesse projeto e a ideia é expandir. Mas precisamos que empresas viabilizem essa ideia via Programa Djalma Maranhão”, concluiu.

trilogia do terror

Sobre a trilogia do terror

Agouro

13 contos arrepiantes revisitam os terrenos férteis da oralidade sertaneja. Mas no livro esses causos são baseados em fatos ocorridos. Desde a grande fome que consumiu o Ceará em meados do século XX, parindo terríveis campos de concentração, à assombrosa seita da Pedra do Reino ou aos fantasmas das minas do Seridó.

Fome

Romance que traz o mito dos zumbis para o calor do Nordeste, e com uma narrativa ágil, retumbada pelos tambores do candomblé, procura recontar uma história que fala tanto de nós mesmos, ainda que não aceitemos.

Maldito Sertão

Maldito Sertão é uma assustadora coletânea das nossas mais famosas lendas rurais em uma interpretação sombria do nosso ensolarado Nordeste.
——
FOTO de capa: Eliezer Neto
——–

Ensaio fotográfico:

Sobre o autor

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

COMMENTS

MÁRCIO BENJAMIN COSTA RIBEIRO

Maravilha de reportagem, meu querido, muito obrigado pela força de sempre!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *