Projeto ‘Natal Leitor’ visitará 20 escolas com presença do autor Márcio Benjamim

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

“O artista tem de ir aonde o povo está”. Essa frase da canção ‘Nos Bailes da Vida’, de Fernando Brant e Milton Nascimento, casa bem com o propósito do projeto encabeçado pelo escritor Márcio Benjamim. Ele e o professor Sidiney Schneider têm visitado escolas da rede pública de ensino para conversar com alunos sobre literatura. Parafraseando o dilema, “o escritor tem de ir onde o aluno está”, onde o livro precisa ser lido e a literatura, discutida, apreciada, prestigiada.

Nesta quarta será a vez da Escola Estadual Dinarte Mariz, em Mãe Luíza. Em cada escola visitada o autor deixa dez livros para compor a biblioteca. O livro em questão é o último da “trilogia do terror”, intitulado Agouro. “Conversamos com os alunos sobre literatura potiguar e a importância ao reconhecimento de nossa identidade”, conta Schneider. A obra traz 13 contos baseados em fatos que revisitam os terrenos férteis da oralidade sertaneja. Os outros dois livros da trilogia são ‘Maldito Sertão’ e ‘Fome’.

Na última visita, a Escola Municipal Professor José Melquíades, no bairro de Nossa Senhora da Apresentação, Zona Norte de Natal, promoveu uma homenagem surpresa ao escritor, com exposição, teatro e desenhos dos textos do livro, que são entregues previamente para que possa ser lido e discutido depois com a presença do autor. “A ideia é aproximar aluno e escritor, discutir os cenários e personagens do livro, como são criadas as histórias e assim valorizamos também a nossa cultura”, ressalta Schneider.

Ao todo o projeto chamado ‘Natal Leitor’ visitará 20 escolas da rede pública de Natal. “Em minha vivência como professor aprendi que inexiste adolescente que não gosta de ler, mas falta oportunidade, incentivo. E a partir dessa experiência da biblioteca itinerante na escola que lecionei, surgiu a ideia de levar os livros de Márcio aos adolescentes de Natal. Acredito nesse projeto e a ideia é expandir. Mas precisamos que empresas viabilizem essa ideia via Programa Djalma Maranhão”, concluiu.

trilogia do terror

Sobre a trilogia do terror

Agouro

13 contos arrepiantes revisitam os terrenos férteis da oralidade sertaneja. Mas no livro esses causos são baseados em fatos ocorridos. Desde a grande fome que consumiu o Ceará em meados do século XX, parindo terríveis campos de concentração, à assombrosa seita da Pedra do Reino ou aos fantasmas das minas do Seridó.

Fome

Romance que traz o mito dos zumbis para o calor do Nordeste, e com uma narrativa ágil, retumbada pelos tambores do candomblé, procura recontar uma história que fala tanto de nós mesmos, ainda que não aceitemos.

Maldito Sertão

Maldito Sertão é uma assustadora coletânea das nossas mais famosas lendas rurais em uma interpretação sombria do nosso ensolarado Nordeste.
——
FOTO de capa: Eliezer Neto
——–

Ensaio fotográfico:

Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

2 Comments

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *