Câmara Municipal de Natal homenageia 15 artistas com Comenda Dorian Gray

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

Nessa quarta-feira (08), em sessão solene no plenário Érico Hackradt, a Câmara Municipal de Natal realizou a entrega da Comenda Dorian Gray a 15 homenageados e homenageadas de 2024 e entregou de Título de Cidadã Natalense à ilustradora e quadrinista Ana Luiza de Souza Freitas, por proposição da vereadora Brisa Bracchi.

A comenda Dorian Gray é uma honraria destinada no âmbito do Legislativo Municipal para homenagear artistas plásticos, poetas, escultores e demais profissionais em atuação na área da cultura municipal, especialmente ligados às artes visuais. “Desde o primeiro ano do nosso mandato, criamos essa comenda para dar visibilidade aos artistas visuais de nossa cidade”, explicou a vereadora, ressaltando que esse ano lançou foco sobre as artes urbanas na seleção dos homenageados.

Para o artista plástico e pesquisador acadêmico do semiárido nordestino, Aldenor Prateiro, receber a Comenda Dorian Gray é um reconhecimento que traz visibilidade e orgulho, pelo nome que a honraria carrega.  Dorian Gray foi um desenhista, escultor, ceramista, tapeceiro, poeta e ensaista potiguar e natalense. Ele também foi assessor da secretaria estadual da cultura do Rio Grande do Norte, da Fundação José Augusto e foi diretor do Teatro Alberto Maranhão. Foi um dos artistas que contribuiu para a modernização das artes plásticas no RN, autor dos livros “Feiras e Feirantes” e “Artes Plásticas do Rio Grande do Norte”.

Cidadania

Ana Luiza de Souza Freitas, conhecida carinhosamente como “Ilustralu”, é natural de Currais Novos, município do Seridó Potiguar. A artista mora em Natal desde 2011, quando veio cursar Comunicação Social com habilitação em Publicidade e Propaganda na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Na capital, além de concluir curso superior, ela se consagrou como ilustradora/quadrinista, quando passou a fazer quadrinhos, contando histórias de pessoas que sonham e buscam uma vida melhor no mundo.

“A história de Ana Luiza de Souza Freitas, no que diz respeito à mudança de cidade, se assemelha a várias outras mulheres que infelizmente não dispõem de acesso à universidade pública de qualidade em sua cidade e precisa migrar. Nesse contexto, Natal tornou-se palco da vida dela. Ela se estabeleceu aqui e aqui ficou, mesmo diante de várias oportunidades fora de Natal”, relatou a propositora da cidadania.

“Estou muito feliz, porque me sinto natalense, apesar de ter muito orgulho de ser seridoense. Vim estudar em Natal e me adaptei completamente à cidade. Sinto que criei raízes aqui e não sinto necessidade de sair daqui para crescer. Quero crescer aqui e daqui, contando as histórias desse lugar”, disse a nova cidadã natalense.

“É relevante destacar que desde que chegou à Natal, “Ilustralu” passou a fazer quadrinhos, participar de projetos relacionados à ilustração e vem contando histórias que inicialmente foram expostas na Internet, mas que em 2021 ganhou versão impressa com o lançamento do livro Arlindo, que, por meio de ilustrações, retrata a história de um garoto sonhador do interior do Rio Grande do Norte, que percebe a importância de ser quem é, de encontrar seu lugar no mundo e de valorizar as pessoas que ama. Desta forma, há mais de 10 anos morando em Natal, a cidade impactou de forma direta a vida de “Ilustralu” e é o seu lugar, sendo imperioso que ela se torne efetivamente cidadã natalense”, completou a vereadora.

Texto: Ilana Albuquerque
Fotos: Verônica Macedo

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *