centro de natal

É uma associação quem está por trás da revitalização do Centro de Natal

Um novo Centro Histórico tem saltado aos olhos do natalense. Uma espécie de redescobrimento da Cidade Alta. E desta vez não pelo comércio, mas pela cultura, pelo entretenimento e pela boemia.

E essa revisitação histórica não tem sido exatamente promovida pela Prefeitura de Natal a partir da pintura de fachadas do Beco da Lama, apesar da boa vontade e uma atenção realmente especial com o local.

Essa nova fase do Beco e do Centro da Cidade se deve a uma entidade nova, comprometida e até então, eficaz, que nos faz lembrar dos velhos tempos da Sociedade dos Amigos do Beco da Lama e Adjacências, a Samba.

A associação intitulada Viva o Centro de Natal é a responsável por um movimento organizado que tem resgatado a autoestima da Cidade Alta.

Foi dela e não da Prefeitura a iniciativa de pintar o Beco da Lama. A Prefeitura aceitou a ideia, forneceu o material e a Associação ainda arcou com as refeições de todos os artistas, por uma semana. E foi o coordenador da associação, Delcindo Mascena quem viajou até São Paulo e convidou Dicesarlove para comandar a ação.

A Viva o Centro de Natal tem apenas um ano e 80 associados, entre pessoas físicas e empresários. É nova, cheia de energia, como um dia foi a Samba. E até onde sei, sem conotação política, como a Samba nunca foi. Então, há que se acreditar.

É da associação também a promoção de rodas de samba aos sábados, a inclusão mais robusta do Centro no Carnaval de Natal e, neste sábado, promove o projeto Choro do Caçuar, com Carlos Zens e amigos, das 9h30 às 12h30

Às 14h tem mais diversão pelo Beco promovida pela associação, com o Samba no Beco (convidado Lu Ribeiro). E às 17h as atividades promovidas pela Viva o Centro de Natal continuam nos bares de Nazaré e Zé Reeira.

Há que se acreditar, que se visitar e prestigiar o Centro Histórico. Viva o Centro de Natal!

 

Sobre o autor

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *