Recital gratuito une piano e violoncelo nesta terça na UFRN

durval cesetti e frederico nable

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

Dois dos instrumentos mais tradicionais da música clássica, o piano e o violoncelo, serão os protagonistas de um recital com acesso gratuito nesta terça-feira (1) no auditório Onofre Lopes da Escola de Música da UFRN. Não precisa retirar ingresso. Apenas chegar e ouvir a apresentação do pianista Durval Cesetti e do violoncelista Frederico Nable a partir das 20h.

No programa estão obras de alguns dos maiores compositores de todos os tempos: o notável pianista alemão Johannes Brahms, um dos três “B’s” que formam o pilar fundamental da música clássica junto a Beethoven e Bach; e ainda o argentino Astor Piazzolla, que emprestou ao tango recursos da música clássica; também obra da compositora Clara Schumann, recentemente homenageada em concerto da Filarmônica; e para fechar, o som oriental da Sha Hankun.

Frederico Nable

Iniciou estudos no violoncelo em 2006, em Belo Horizonte. Em 2011 concluiu a Licenciatura com Habilitação em Instrumento pela Universidade Federal de São João Del-Rei (onde obteve nota máxima em violoncelo) e em 2015 o Mestrado pela UFRN. Atualmente é coordenador da Orquestra Infantojuvenil da UFRN e coordenador adjunto do grupo UFRN Cellos.

Participou de master-classes com instrumentistas de renome nacional e internacional em vários festivais do país. Foi ganhador de diversos concursos para recital solo em Belo Horizonte e São João del Rei. Desenvolve intensa atividade como professor de violoncelo desde o início de sua formação, tendo atuado no projeto de extensão Vivências Musicais da UFSJ, no Espaço Cultural Integrar e na Fábrica de Artes em Belo Horizonte e na Orquestra de Cordas de Sarzedo (2012 a 2015).

Tem atuado como recitalista e músico de câmara, tendo integrado os Quartetos de Cordas Tzigane e Villa Rica e o trio Maurício Caranguejo, além de duo com o pianista Ricardo Castelo Branco nos anos de 2010 e 2011. Como músico de orquestra foi integrante da Orquestra Sinfônica da UFRN, Orquestra de Câmara da Fundação de Educação Artística e da Orquestra Jovem do Palácio das Artes, além da Orquestra da UFSJ e a Camerata da UFSJ (da qual foi chefe de naipe) e diversas orquestras de festivais.

Durval Cesetti

Descrito como “um pianista de rara musicalidade” pelo crítico Claude Gingras (La Presse, Montreal), Durval Cesetti completou o seu doutorado na McGill University (especializando-se nas obras do compositor polonês Karol Szymanowski), instituição na qual também havia feito o seu mestrado e o seu bacharelado.

Durante os onze anos em que residiu no Canadá, apresentou-se em algumas das salas de concerto mais importantes de Montreal e em outras cidades canadenses. E ainda concertos recentes na China, Irlanda, recital com a violinista alemã Annette-Barbara Vogel na UFRN, diversos recitais do Duo Riedel-Cesetti, formado com a soprano Elke Riedel, além de apresentações como solista com orquestra de alunos da Université de Montréal, com a Orquestra Sinfônica do RN (ambas regidas pelo maestro André Muniz) e com a Société de musique contemporaine du Québec, sob a direção de Jean-Michaël Lavoie.

Artigos seus foram publicados pelo periódico britânico The Musical Times e pelo Latin American Music Review, editado pela University of Texas Press. Antes de iniciar sua posição atual na Escola de Música da UFRN, Durval Cesetti ensinou piano na McGill University e na University of Windsor, além de ter trabalhado como pianista colaborador na University of Western Ontario.

Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *