patrimônio potiguar

Projeto ‘Um muro, uma história’ leva patrimônio potiguar às redes sociais

Na última semana o centro histórico de Natal foi palco da intervenção artística do projeto “Um muro, uma história”. As artes criadas pelo grafiteiro, caricaturista e multiartista Erre Rodrigo foram projetadas nas fachadas do Museu Café Filho, Memorial Câmara Cascudo e Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. O propósito do projeto foi transformar a relação das pessoas com a cidade e promover a valorização da memória e do patrimônio potiguar.

As projeções foram disponibilizadas gratuitamente ao público através das redes sociais do Kurta na Kombi. E o idealizador do projeto, Luiz Paulo (Umara), fala um pouco sobre os resultados:

“Ficamos imensamente satisfeitos com a receptividade e o retorno que tivemos do projeto Um muro, uma história. Muitas pessoas nos parabenizaram por esse olhar para o patrimônio Potiguar. Teve gente inclusive querendo saber a data das projeções para acompanhar ao vivo. Mas para esse projeto a ideia não era criar um evento, mas sim intervir no espaço público, atravessar o cotidiano das pessoas e da cidade.”

O formato remoto, que ganhou força no contexto da pandemia da COVID 19, foi a alternativa encontrada para que as produções artísticas do projeto Um muro, uma história chegassem até o público de forma segura, conforme acrescenta Luiz:

“Além de evitarmos aglomerações, nesse momento em que a pandemia ainda requer cuidados importantes, observamos que esse modelo de disponibilização via plataformas digitais nos deu a possibilidade de atingir um público ainda maior, expandindo inclusive para além das fronteiras do estado”.

Repercussão nas redes sociais

As projeções mostram seus impactos positivos tanto pela modificação da paisagem da cidade Natal, quanto pela repercussão nas redes sociais. Conferimos as reações e comentários de alguns internautas nas páginas do projeto:

“Fico muito feliz com esse projeto de valorização da nossa história” (K.S.)

“Parabéns pela iniciativa” (E. B.)

“Tá incrível o projeto gente” (R. B.)

“Tá na hora de vocês informarem quando vai ter outra. Quero ver ao vivo” (J. B.)

“É lamentável que ainda tenha muitas pessoas que não valorizam a cultura potiguar. Os patrimônios históricos são fontes de riquezas e esse projeto pegou a tecnologia para chamar atenção dos cidadãos. Eu amei” (M. E.)

Um muro, uma história manterá os registros das intervenções disponibilizados pela redes sociais do @kurtanakombi.

Lembrando que este projeto foi contemplado na Lei Aldir Blanc de Emergência Cultural pela FUNCARTE – Prefeitura do Natal/RN, que conta com o apoio cultural do Projeto Kurta na Kombi, Fundação José Augusto e Governo do Rio Grande do Norte.


FOTOS: Homer Films

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *