Projeto discute problemas do bairro da Ribeira com show gratuito e desenhos

Você já conhece o projeto Ribeira Desenhada? É uma articulação entre comerciantes e pessoas influentes sobre os caminhos do bairro da Ribeira enquanto patrimônio cultural. O projeto pretende ainda articular a prática do desenho de locação já organizada pelo grupo Urban Sketchers Natal (saiba mais sobre esse grupo AQUI). Nesse sentido, serão programados encontros em espaços que gerem discussões acerca das dificuldades encontradas nas tentativas de valorização do patrimônio cultural, e acerca do descaso vivenciado pelo bairro da Ribeira.

O próximo encontro acontece neste sábado (14), no Largo da Rua Chile e no Ateliê Bar. Na programação, a partir das 14h acontece o encontro do grupo Urban Sketchers Natal. E às 16h uma roda de conversa com o tema “Resistências e Permanências no bairro da Ribeira”. Participam da discussão o produtor André Maia (proprietário do Ateliê Bar), Haroldo Maranhão (arquiteto responsável pelo projeto Fachadas da Rua Chile) e Valdécio Costa (diretor do Clube Náutico). E para fechar, às 17h30 tem apresentação gratuita do Grupo Acorde.

RIBEIRA DESENHADA

Em cada encontro haverá a prática do desenho de locação e a realização de rodas de conversa. O desenho, enquanto forma de apreensão do espaço e como processo exploratório de descoberta, tornará o aprendizado sobre patrimônio cultural pretendido pelo projeto ainda mais rico. Além disso, as rodas de conversa possibilitarão a ampla participação da comunidade, de modo a construir e universalizar o conhecimento acerca do tema.

Vale ainda ressaltar que participarão dos momentos de discussão pessoas que tenham contato com o espaço em análise, seja na perspectiva acadêmica, de gestão ou a partir do uso do espaço. Para nortear as conversas, foram escolhidos três eixos que definem os espaços como de resistência, descaso ou de insistência.

Cada encontro será documentado por meio de fotografias e vídeos e o material produzido será organizado para a elaboração de um produto final, quais sejam um vIdeo-documentário e uma exposição de desenhos.

Para maiores informações sobre o projeto de extensão, acesse AQUI.

FOTO: Eduardo Aguiar

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *