pedro rhuas

Potiguar chega a top de vendas na Amazon com narrativa gay

Lucas é um jovem do Seridó que se muda para estudar em Natal. Gay, descobre na capital a chance de ser quem é com mais liberdade. Até que, na inauguração da fictícia boate Titanic em Ponta Negra, ele finalmente conhece alguém especial.

enquanto eu não te encontroEsse é o mote de “Enquanto eu não te encontro”, livro vencedor do Concurso de Literatura Pop da Editora Seguinte, selo jovem do maior grupo editorial do Brasil, a Companhia das Letras. Escrito pelo norte-rio-grandense Pedro Rhuas, a obra chega às livrarias de todo o país em 5 de julho de 2021.

Neste mês, a capa do romance foi divulgada em ação online nas redes sociais da editora. O projeto gráfico ficou por conta da mossoroense Renata Nolasco, que assina as ilustrações.

A pré-venda fica no ar até a data de lançamento com uma série de brindes exclusivos (https://amzn.to/3wPpqoC). Em sete horas desde o anúncio, a obra chegou ao top 50 dos mais vendidos na Amazon.

Narrativa gay

“É um momento especial acompanhar esse livro ganhar o mundo”, conta Rhuas, também cantor e estudante de Jornalismo na UFRN. “Ver uma narrativa ambientada no Rio Grande do Norte e com protagonismo LGBTQIA+ saindo por uma editora consagrada é a realização de um sonho. Cresci sem ver histórias sobre meninos gays e nordestinos na literatura que consumia. É incrível ajudar a transformar essa realidade”.

A jornada de “Enquanto eu não te encontro” até a publicação tradicional é uma história à parte. A obra foi inicialmente publicada de modo independente na Amazon em março de 2020. Em junho, o resultado da Clipop foi anunciado e a vida de Pedro Rhuas mudou: o número de seguidores do artista aumentou; assinou com a agência Increasy para conduzir sua carreira literária; e viu os direitos de publicação de sua obra adquiridos pela Editora Seguinte.

“Tudo aconteceu muito rápido, mas a minha trajetória na literatura é antiga. Desde 2012, quando tinha 15 anos, atuo no universo literário. Participei de sites sobre livros, ajudei a fundar um projeto de Clube do Livro no IFRN Campus Macau, onde estudava, e amava ler e escrever. Comecei ‘Enquanto eu não te encontro’ no meu segundo ano de graduação na UFRN, em 2016. Foi uma aventura e tanto aqui”, diz Rhuas.

Literatura, música e jornalismo

O potiguar se divide entre a literatura, música e jornalismo. Indicado a Artista Revelação na 18ª edição do Prêmio Hangar por sua atuação musical, Pedro lançou uma série de canções autorais em 2020.

Para 2021, o projeto é disponibilizar uma trilha sonora original para “Enquanto eu não te encontro”; ação que culminará também no lançamento do seu primeiro álbum de estúdio, com previsão para setembro.

“Música e literatura caminham lado a lado em mim. Sou um contador de histórias e queria alinhar meus dois mundos. Qual melhor forma de fazer isso que não através de uma expansão do universo literário com um universo musical?”, ele questiona.

Tanto “Livres” (https://www.youtube.com/watch?v=a8v4iTn2L9Y) quanto uma faixa também chamada “Enquanto eu não te encontro” estão disponíveis nas plataformas digitais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *