Para o dia amanhecer poesia de Paula Belmino

Redação29 de outubro de 2020Poesia, , Image

Esperança

A ternura me visita
Com asas verdes
de esperança.
E paciente  me explica
A necessidade da espera.
Cautelosamente se aguarda
O novo tempo,
novos ventos,
Pra ver a vida  se tecer
Mover, florir do nada,
Como um moinho ritmado
Tirando do poço mais profundo
O cheiro das águas.

(Paula Belmino)

 

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *