Para amanhecer poesia de Moisés Sesyom

Redação22 de março de 2019Poesia, Image

O PEIDO QUE A DOIDA DEU QUASE NÃO CABE NO CU

Isto ontem aconteceu
Debaixo da gameleira.
Foi um tiro de ronqueira,
O peido que a doida deu.
A terra toda tremeu,
Abalou todo o Assu,
Ela mexendo o angu,
Puxou a perna de lado.
Deu um peido tão danado,
Quase não cabe no cu.

(Moisés Sesyom)

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *