Para amanhecer poesia de Junior Damasceno

23 de março de 2021Poesia, Image

DELATÓRIO

Descrevo sentimentos que antes

Eu não sabia existentes.

Esqueço amigos de infância,

Velo os inimigos de hoje.

Revelo amores antigos,

Publico segredos de polichinelo.

Planto tempestades.

Ponho-me, me exponho, me oponho.

Atropelo o ritmo,

Brigo com a métrica.

Da rima, me intrigo.

Nas palavras busco abrigo

E me traio.

A poesia é a delatora do poeta!

(Junior Damasceno)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *