O fanatismo e a idade

François Silvestre2 de março de 2020Opinião, Artigos e Crônicas Image

Na juventude, o fanatismo pode ser ingenuidade ou lavagem cerebral. O da ingenuidade se cura com o amadurecimento. O da lavagem cerebral se gruda à mente feito tatuagem, e deságua no fundamentalismo. É assim o fanatismo da mocidade.

Na idade adulta, o fanatismo nasce decorrente da esclerose intelectual. Não tem cura. O único jeito é evitar o contato, que não produz contágio mas enche o saco…

Sobre o autor

François Silvestre

Ex-Presidente da Fundação José Augusto. Jornalista. Advogado. Escritor. Escreveu, entre outros, A Pátria não é Ninguém, As Alças de Agave, Remanso da Piracema e Esmeralda – crime no santuário do Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *