Natalenses que testemunharam o Maio de 68 em Paris contam tudo em livro

Eram todos estudantes que na época do regime de exceção no Brasil realizavam estudos na área humanística junto ao Instituto Internacional de Pesquisa e de Formação em Desenvolvimento Harmonizado (IRFED), onde estudavam alunos do chamado terceiro mundo. Ao retornar a Natal, todos foram professores ou escritores, e a maioria assumiu o cargo de secretário de governo na área de educação, trabalho e bem-estar social.

República Potiguar de Montparnasse – Maio de 68 – é o título do livro que será lançado na próxima quinta-feira, 30, às 18h, na sede da OAB/RN. O livro, que homenageia o Cardeal Eugênio Sales, tem coordenação e participação do advogado Assis Câmara; além dos advogados Marcos Guerra; da jornalista e advogada Marta Guerra; da jornalista Rejane Cardoso; do advogado José Augusto Othon; do filósofo e economista suíço Paul Ammann, casado com a assistente social e escritora natalense Safira Bezerra. Os quatro primeiros nomes moraram no mesmo endereço, no bairro de Montparnasse, juntamente com Otomar (já falecido) e Déa Lopes Cardoso, com sua família, hoje residente na França.

Durante o lançamento ocorrerá uma exposição de fotos e material impresso do acervo dos jornalistas Rejane e Vicente Serejo, sobre os 50 anos do movimento estudantil que abalou o mundo em “Maio/1968”. Acervo atualizado em visita às principais exposições sobre o assunto, em Paris, agora em maio de 2018.

SERVIÇO:

Evento: Lançamento do livro República Potiguar de Montparnasse – Maio de 68
Data: Quinta–feira, 30, a partir das 18H00

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *