mulheres invisíveis

Peça sobre chacina de cinco mulheres no RN acontece neste FDS

Em julho de 2015, na cidade de Itajá, aconteceu a chacina das cinco mulheres. No mesmo mês, a “Operação Galo de Combate”, na cidade de Alto dos Rodrigues, ganha destaque com a apreensão e sacrifício de 146 galos de rinha. Fatos que aparentemente não teriam nada em comum são interligados a partir da crônica da jornalista Sheyla Azevedo, que evidencia o modo como a sociedade deu mais destaque ao abate dos galos do que à morte violenta das cinco mulheres.

Usando um documento da vida real para estruturar uma narrativa que reflete sobre a vida das cinco mulheres assassinadas, e de todas que são vítimas diariamente de uma sociedade machista, misógina, racista e homofóbica, o Grupo Estandarte de Teatro apresenta ao público uma provocação social e política sobre o assunto, abrindo uma reflexão para o silêncio que acompanha esse tipo de violência. “Mulheres Invisíveis” versa entre a poesia, a simplicidade e a crueza da realidade de cinco mulheres tornadas visíveis aqui justamente por, como tantas outras, terem sido esquecidas em meio ao barulho ensurdecedor dos noticiários.

Patrícia, Ceiça, Cássia, Menininha, Dayane e todas as mulheres vítimas de feminicídio, PRESENTE!

FICHA TÉCNICA

DIREÇÃO: Jefferson Fernandes e Lenilton Teixeira
DRAMATURGIA: César Ferrario
ATRIZES:
Dinha Vitor
Mayara Pontes
Marinalva Moura
Thémis Suerda
Thayanne Percila
DESENHO DE LUZ: Ronaldo Costa
CENOGRAFIA: João Marcelino e o Grupo
TRILHA ORIGINAL: Luiz Gadelha
FIGURINO: João Marcelino
OPERAÇÃO DE SOM: Rubinho
AGRADECIMENTOS: Ijailson

SERVIÇO:

Espetáculo Teatral MULHERES INVISÍVEIS
QUANDO: 26, 27 e 28 de Julho de 2019 as 19H
ONDE: Tecesol – R. Gov. Valadares, 4853 – Neópolis.
QUANTO: R$ 20 INTEIRA / R$ 10 MEIA
INFORMAÇÕES: 84 99638-8426

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

COMMENTS

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *