Mil Mulheres de 23 Estados, lideranças internacionais, governadora e ministra das Mulheres se reúnem em Natal neste FDS

Marcha Mundial das Mulheres “Nalu Faria”

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

Mais de mil mulheres de 23 estados do Brasil estarão presentes no 3º Encontro Nacional da Marcha Mundial das Mulheres “Nalu Faria”, entre 06 a 09 de julho, em Natal. A governadora do Estado, Fátima Bezerra, e a ministra das Mulheres, Aparecida Gonçalves, já confirmaram presença na abertura oficial do encontro que será no sábado, 06, às 17h, na Escola de Governo.

“A participação da ministra das mulheres e da governadora no nosso encontro diz muito sobre a capacidade do Governo Federal e do Estado de ouvir as mulheres para construir políticas públicas que mudem nossas vidas e, ao mesmo tempo, também é um sinal de reconhecimento da importância do nosso movimento reunido a nível nacional para o fortalecimento de um feminismo popular por um projeto de sociedade em que sejamos iguais e livres!”, afirma Rejane Medeiros, organizadora do 3º Encontro Nacional da MMM.

A delegação internacional da Marcha Mundial também estará presente no RN e participará ativamente do 3º Encontro Nacional. Entre os membros da delegação estão a turca Yildiz Temürtükan, secretária Internacional da Marcha Mundial das Mulheres; a venezuelana Alejandra Laprea da Marcha Américas, representando o secretariado internacional; e mais Pınar Yüksek e Pınar Abdal da Turquia, que trarão suas perspectivas e experiências para enriquecer as discussões sobre os desafios enfrentados pelas mulheres globalmente. A presença dessas líderes internacionais destaca o caráter diverso do evento, promovendo um intercâmbio de ideias, lutas e estratégias feministas entre diferentes contextos culturais e sociais.

Outros movimentos sociais do Brasil e do mundo também participarão do encontro, como Articulação de Mulheres Brasileiras; Alba Movimentos; Amigas da Terra Brasil; Amigos da Terra Internacional; Centro Marthin Luther King; Central de Movimentos Populares; CUT Nacional; Coordenação Nacional de Articulação das Comunidades Negras Rurais e Quilombolas – CONAQ; Escola Internacional para Organização Feminista Berta Cáceres – IFOS; MAB; MST; MTST; Rede Latinoamericana de Mujeres e Rede Xique Xique.

O Encontro será apenas para militantes inscritas, mas terá dois momentos abertos para participação do público geral. A abertura oficial no dia 06, citada acima, e o ato público: “Feminismo é revolução: Por soberanias populares e bem viver!” que acontecerá na segunda, 08, a partir das 15h, no Midway.

A cobertura, sínteses e notícias do encontro será disponibilizada diariamente no site e nas redes sociais da Marcha Mundial das Mulheres Brasil.

Programação – 3º Encontro Nacional MMM “Nalu Faria”

Toda a programação do encontro ocorrerá nos espaços da Escola de Governo no Centro Administrativo do Rio Grande do Norte, Avenida Salgado Filho, s/n, Lagoa Nova – Natal/RN.

Sábado – dia 06 | Abertura e Conjuntura

9h: Abertura interna do encontro com mística e acolhimento | Plenária grande

10h: Mesa – Feminismo e os desafios da conjuntura

14h – 16h30: Grupos de debate – Feminismo e os desafios da conjuntura

17h -19h: Abertura do 3° Encontro Nacional da Marcha Mundial das Mulheres “Nalu Faria” | Plenária grande

20h – 22h30: Cultural | Escola de Governo

Domingo – Dia 07 | Resistências, Lutas e Alternativas

9h – Mística e chamamento para presença | Plenária grande Mesa – 6ª Ação Internacional “Seguiremos em marcha contra as guerras e o capital, por soberanias populares e bem viver”

10h – 12h: Seminários: Eixos da 6ª Ação Internacional | Auditórios

Seminário 1 – Defender os bens comuns contra as corporações transnacionais: Justiça climática, luta contra a mineração e os impactos da energia eólica e solar.

Seminário 2 – Paz e desmilitarização: Enfrentamento a violência contra as mulheres, o racismo e a luta por paz e desmilitarização

Seminário 3 – Economia feminista baseada na sustentabilidade da vida e soberania alimentar: luta pela terra e território, agroecologia, agricultura urbana e cozinhas coletivas e a relação com economia solidária.

Seminário 4 – Economia feminista baseada na sustentabilidade da vida: mundo do trabalho e alternativas para autonomia das mulheres

Seminário 5 – Autonomia sobre nossos corpos e sexualidade: Legalização do aborto, luta contra a mercantilização da vida das mulheres e autonomia dos corpos e sexualidade.

14h – 17h30 – Socialização dos debates e construção da agenda política | Plenária geral

18h30 – 22h30 – Cultural | Escola de Governo

Segunda – Dia 08/07 | Organicidade

9h – Mística e chamamento para presença | Plenária grande

Mesa: Os princípios organizativos da Marcha Mundial das Mulheres e formas de continuar fortalecendo o nosso movimento.

10h – 12h – Debate em grupos: Organicidade da Marcha Mundial das Mulheres | Auditórios

15h: Ato Público | Em frente ao IFRN Campus Central

18h30 – 22h30: Cultural | Escola de Governo

Terça – Dia 09/07 | Organicidade e Encerramento

9h: Mística e chamamento para presença | Plenária grande

Mesa: Organização da Marcha Mundial das Mulheres

10h – 12h: Debate em grupos: Organicidade da Marcha Mundial das Mulheres | Auditórios

1h – 17h: Plenária final: calendário de lutas e apresentação da declaração do 3° Encontro da Marcha Mundial das Mulheres “Nalu Faria” | Plenária Geral

17h: Ciranda de encerramento

 

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *