chile-constituinte-originaria

Constituinte originária da forma do meu sonho

François Silvestre27 de outubro de 2020Opinião, Artigos e Crônicas, Image

O Chile vai fazer o que eu sonhara para o Brasil. O uso do verbo no pretérito mais que perfeito tem uma explicação. Primeiro é um passado anterior a outro passado, na comparação com o presente, um sonho passado de ontem sobre o passado remoto da Constituição não reformada, cuja previsão constava, pretérito imperfeito, nos Atos das Disposições Transitórias.

Abandonei esse sonho, pretérito perfeito, e explico. O povo chileno, cuja história tem mais consciência política e senso de autoestima étnica do que nós, decidiu por uma Constituinte Originária da forma do meu sonho. Eleita só para esse fim. Com permissão de candidaturas avulsas, paridade de representação social, étnica e germinadora de nova ordem constitucional.

No Brasil seria da forma de representatividade marota, safada e cavilosa da nossa tradição. Melhor não mexer no que está ruim, posto que ficaria pior.

Resta repetir o final dos discursos de Salvador Allende: “Viva Chile Mierda“!


Foto: Pedro Ugarte / AFP

Sobre o autor

François Silvestre

Ex-Presidente da Fundação José Augusto. Jornalista. Advogado. Escritor. Escreveu, entre outros, A Pátria não é Ninguém, As Alças de Agave, Remanso da Piracema e Esmeralda – crime no santuário do Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *