Livro “Egbé” retrata religiões afro-brasileiras e coletivos culturais de Natal

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

Nesta terça-feira, a partir das 18h, a Galeria Newton Navarro (sede da Secul-Funcarte), recebe o lançamento do livro “Egbé: ancestralidades, articulações e patrimônio”  do professor do Departamento de Antropologia da UFRN Luiz Assunção.

A publicação do livro foi aprovada pela Seleção Pública de Apoio Financeiro às Expressões Culturais Religiosas de 2022 promovida pela Prefeitura do Natal, através da Secretaria de Cultura (Secult-Funcarte).

A obra é fruto do trabalho acadêmico realizado no âmbito da pós-graduação e dos encontros etnográficos das pesquisadoras e pesquisadores com as religiões afro-brasileiras e coletivos culturais da cidade do Natal e região metropolitana.

O livro reúne textos de pesquisadores e religiosos (babalorixá, juremeiro, ogã, yawó, abiã), com formação e atuação nas Ciências Sociais, que produzem conhecimentos sobre temas ligados às religiões afro-brasileiras.

A intenção foi produzir uma publicação com registro das experiências etnográficas e as reflexões possíveis desses encontros, procurando abarcar as narrativas de vida de lideranças religiosas e suas ancestralidades,  as concepções ritualísticas e suas práticas cotidianas, a trama dos conflitos e negociações, a agência dos diferentes sujeitos, as relações políticas constituídas, as questões referentes à intolerância religiosa, a produção do patrimônio arquitetônico religioso, as expressões simbólicas religiosas nas festas, danças, no corpo em performance.

Durante o lançamento acontece também a exposição Orixás em Marchetaria, de Ulisses Leopoldo de Souza, além da apresentação dos grupos Afoxé Estrela da Manhã e Nação Zambêracatu.

Lançamento “Egbé: ancestralidades, articulações e patrimônio”

Autor: Luiz Assunção
Local: Galeria Newton Navarro (sede da Secult-Funcarte)
Horário: 18h
Entrada franca

——-

CR[EDITO DA FOTO: Vladimir Alexandre

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *