INarteurbana leva arte e vivência social ao Passo da Pátria

Na próxima terça-feira (21/8) a partir das 14h, o Passo da Pátria será o terreno para intervenção de artistas locais e nacionais, através da residência de lançamento da quarta edição do projeto INarteurbana que será realizado até 30 de agosto.

Um total de 14 artistas originários de seis estados do Brasil compartilharão vivências durante duas semanas com os moradores da comunidade. Dentre os selecionados estão: Camíz (RJ), Bones (RN), Bruno Malagrino (SP), Luna (PI), Discordia (SP), Bros (PE), Lelo (RJ), Coletivo Aboio (RN), Charles Lessa (CE), Pato (RJ) e Olívia AF (SP) que participarão ao lado dos artistas convidados, Marcelo Borges (RN), Lima (RN) e Bruno Otávio (RN). Durante a ação serão produzidos murais voltados para o Rio Potengi, além de painéis artísticos que estarão expostos ao público na Capitania das Artes de 30 de agosto a 30 de setembro.

E na tarde do dia 26/08 estão programadas na Praça do Horto, localizada próxima a Ladeira do Baldo, atividades artísticas como apresentações de dança com o professor Tata Brasil, Cypher de rua, batalhas de break e a participação do DJ Stanley (Recife-PE).

Ponto de encontro

Idealizado pelas produtoras Agathae Montecinos, Sayonara Pinheiro e Nizia Montecinos, o INarteurbana é um projeto sociocultural e transdisciplinar de ativação de espaços públicos através de ações artísticas. Através de ações regulares desde 2016, a ação tornou-se um ponto de encontro da cena da arte urbana nacional e internacional, principalmente através de residências artísticas promovidas pontualmente e que contribuem para a vida cultural da cidade e fortificam a relação entre públicos, artistas, agentes e instituições.

Com base no Ponto de Cultura Casa Vermelha, a INarteurbana se instalou no Passo da Pátria, um bairro periférico natalense marcado pelo desenvolvimento de dispositivos de animação e ações artísticas envolvendo artes visuais, artes cênicas, urbanismo tático e bem-estar.

O projeto é uma realização da associação franco-brasileira Pixo, e do ponto de cultura e residência artística Casa Vermelha, patrocinado pela Fundação Air France, com o apoio da Aliança Francesa de Natal, Consulado Geral da França em Recife, Instituto Francês, Prefeitura de Natal, Fundação Capitania das Artes, Prefeitura do Natal, SEMURB-RN, SETHAS-RN, Escola Municipal Mareci Gomes, Sherwin Williams, Mahalila Café e Livros, Jamad Madeiras e Ferragens, Identfix, Grupo de teatro Facetas, mutretas e outras histórias, Rádio comunitária e Grupo de idosos do Passo da Pátria.

Cartografia

A convite do projeto, as francesas Stephanie Braka e Pauline David realizaram uma cartografia sensível da comunidade do Passo da Pátria, entre os dias 6 e 16 de agosto.

Stephanie Braka é formada em arquitetura e especialista em projetos que conectam cultura, arte e planejamento territorial. Tesoureira da Pixo, associação portadora do projeto INarteurbana, Braka desenvolveu o trabalho com Pauline Davi, doutoranda em sociologia da educação pela Universidade de Nantes, na França.

A cartografia tem como objetivo mostrar o Passo da Pátria sob um novo ângulo, tendo como ponto de partida as sensibilidades profissionais através de ferramentas da sociologia, da arquitetura e urbanismo tático.

O resultado será apresentado em forma de instalação (cartografia sensível do bairro, além de fotos e entrevistas) durante a exposição coletiva da Capitania das Artes (30/08 a 30/09) com a disponibilidade dos dados através da internet.

About The Author: Redação

Redação

Obrigado pela visita!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *