Maré - René Loui

Espetáculo de dança sobre luto e renascimento estreia hoje no TCP

Sérgio Vilar2 de maio de 2019Agenda, Image

As comemorações do terceiro ano de resistência/existência do Coletivo CIDA continuam nesta quinta e sexta com a apresentação do espetáculo MARÉ, às 20h, no Teatro de Cultura Popular Chico Daniel (TCP), dentro da programação do Edital Pauta Livre.

SINOPSE

Transpor as realidades do amor para a cena é o começo de tudo. MARÉ é uma obra coreográfica que surge como uma alusão às formas como abordamos e estereotipamos a natureza híbrida desse modo de se relacionar. Uma metáfora sobre a modificação, sobre os vários níveis, sobre as intensidades e profundidades desse sentimento tão complexo. Maré fala sobre os modos de amar. Problematiza através da dança discussões sobre gênero, relacionamentos abusivos, alteridade e ainda a violência contra a mulher.

LUTO E RENASCIMENTO

Com pesquisa iniciada em 2016 a partir do encontro dos solos Etéreo (2014) e Eu Fêmea (2015), MARÉ é a peça coreográfica que legitimiza a criação do CIDA – Coletivo Independente Dependente de Artistas. A partir de metáforas sobre o amor, os criadores, René Loui e Rozeane Oliveira evocam em MARÉ, um certo tipo de luto seguido de renascimento, em um hibrido entre esquecimento e novas perspectivas.

Assim como as demais obras do coletivo CIDA, o espetáculo tem como ponto de partida uma pesquisa sobre os conceitos de diferença, experiências coletivizadas e dramaturgia em tempo real. O espetáculo conta com trilha e estímulos sonoros do músico Paulo Oliveira.

FICHA TÉCNICA

Coreografia e Direção: René Loui e Rozeane Oliveira
Artistas convidados: André Rosa, Gabriela Gorges e Moisés Ferreira
Produção Geral: René Loui
Produção Executiva: Raquel Lucena
Assistente de Produção: Arthur Moura
Registro de Vídeo: Babuinho System
Imagem de divulgação: Paulo Fuga
Sonorização: Paulo de Oliveira
Iluminação: Priscila Araujo
Designer Gráfico: René Loui
Apoio: Governo do Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto e Teatro de Cultura Popular
Realização: CIDA – Coletivo Independente Dependente de Artistas.

SERVIÇO

Espetáculo: Estado Transitório
Local: TCP – Rua Jundiaí 641, Bairro Tirol
Data: 02 e 03 de maio
Horário: 20h
Ingressos Promocionais: R$ 10,00 (meia) e R$ 20,00 (inteira)
* Nos dia das apresentações os ingressos serão: R$ 15,00 (meia) e R$ 30,00 (inteira)

PONTOS DE VENDA
→ Online via Sympla
→ TCP (Somente nos dias das apresentações, à partir das 12h)

Sobre o autor

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *