leo-santana

Confira o cachê de 5 artistas nacionais do Natal em Natal 2019

Sérgio Vilar2 de dezembro de 2019Notícias, , Image

O valor do cachê de cinco dos artistas nacionais contratados para compor a programação do Natal em Natal 2019 foi publicado hoje no Diário Oficial. Apenas estes somam R$ 635 mil. Que este blogueiro se lembre, faltam ainda os de Simone, do padre sanfoneiro e de Ney Matogrosso. Portanto, as ditas atrações nacionais devem atingir algo próximo a R$ 1 milhão para oito shows.

Não questiono o valor dos cachês desses artistas. Acho um absurdo se pagar R$ 200 mil para um cara fora do mainstreem há tempos como o Leo Santana. Mas minha pergunta é: será que eles precisariam ser contratados para legitimar a dimensão do Natal em Natal? No canal do Papo Cultura no youtube eu falei mais sobre isso. Está logo mais abaixo.

Vamos aos cachês:

Leo Santana – R$ 200 mil
Claudia Leitte – R$ 180 mil
Alceu Valença – R$ 115 mil
Margareth Menezes – R$ 80 mil
Babado Novo – R$ 60 mil

Volto ao que já disse em outras oportunidades. Sobretudo nessa época o povo vai onde tem festa gratuita, seja quem estiver no palco. Como acontece no Som da Mata. Aposto que 80% da plateia do Som da Mata, antes da apresentação, não sabe quem subiria ao palco, mas comparece porque todos os domingos têm shows de qualidade ali. Eles vão sem medo da viagem perdida.

Então, será que o Natal em Natal não atrairia excelente público para conferir os potiguares? Khrystal, Pedro Mendes, Plutão Já Foi Planeta, Luisa e os Alquimistas, Dusolto, Skarimbó, Potyguara Bardo, Talma & Gadelha, Rastafeeling, Dodora Cardoso, Rodolfo Amaral, MagodaSilva, Sueldo Soaress, MC Priguissa, Isaque Galvão, o Clube do Samba Potiguar, Valéria Oliveira, Dasta & The Smokin Snakes, Gato Lúdico, Camarones, Bex, Preto Bronx, Júlio Lima, Sergio Groove, Carlos Zens, Mad Dogs, Cleudo e os Bambeloucos…

Ou os locais com pé no show business como Dorgival Dantas e Cavaleiros do Forró… E que tal a Orquestra Sinfônica do RN com o Coral Canto do Povo? E a Filarmônica UFRN com o Madrigal? Afora as opções de encontros memoráveis da velha guarda, como Glorinha, Elizete Regina e Liz Noga. Ou Fernando Luiz comandando uma noite de artistas populares… Babal de volta aos palcos! São muitas opções!

Citei aí mais de 30 possibilidades de shows. Os cachês poderiam variar entre R$ 10 mil e R$ 20 mil. Daria em torno de R$ 500 mil para mais que o quádruplo dos 8 nacionais. Fica a sugestão de um Natal em Natal realmente com cara de Natal.

Digo mais no vídeo abaixo:

Aproveita e se inscreve no Papo Cultura TV clicando AQUI, o novo canal da cultura potiguar no youtube!

Sobre o autor

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

COMMENTS

Zé Martins

É exatamente este tipo de atitude que os nossos governantes tem que tomar, ter consciência, levantar a cabeça e mostrar para o povo de Natal e do Mundo os nossos Artistas.
Muitos, talvez a maioria ou a totalidade dos nossos parlamentares não sabem que os Turistas, aqui chegando, querem muito conhecer o que fazemos, em termos de cultura nesta cidade, e como não veem nada nosso, saem com uma certa Indignação, “decepção cultural”.

Carlos Daniel

só citou a nata natalense, rapá kkk pq n cita os cantores de brega funk ou swingueira locais? Que se encaixa de boa com a proposta de Léo Santana. Aposto que se fosse Mas Dogs de GRAÇA na Deodoro, ngm do meu bairro ia saber da existência desse evento. Vocês acham que o público do Natal em Natal são as pessoas que colam que em festival alternativo é? se liga!!

    Sérgio Vilar
    Sérgio Vilar

    Preto Bronx e MC Priguissa são artistas de periferia, Carlos. Citei ainda Fernando Luiz comandando artistas populares. E acho péssima a proposta de Leo Santana. Não iria citar nada parecido, a exemplo do Panka de Bakana, que foi contratada pela Prefeitura e achei bem fraca, com música que fala de donzelinha que engana o pai e só quer ficar, transar. É como falei no vídeo: se tem pão e circo, que seja entretenimento de qualidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *