filme-na-mão

Concurso audiovisual no Seridó abre inscrições

Redação11 de janeiro de 2021Audiovisual, , Image

Promovido pelo festival Seridó Cine, o concurso “Filme na Mão” integra a programação comemorativa dos dez anos da Referência Comunicação

O audiovisual hoje é uma tendência mundial. Cada vez mais, as pessoas estão familiarizadas com os smarthphones e celulares e produzindo conteúdos para as mídias sociais.

A região Seridó, no interior do RN, tem vivenciado uma efervescência nesse segmento, com o surgimento de novos realizadores e vitrines como festivais e mostras que surgiram nos últimos anos.

Pensando nisso, o Seridó Cine – Festival Audiovisual lançou o concurso “Filme na Mão”, que tem como objetivo estimular a produção audiovisual na região do Seridó.

As inscrições estão abertas até o próximo dia 20 de janeiro no site do festival.

Ao todo, serão destinadas 60 vagas para pessoas comprovadamente nascidas e residentes na região Seridó.

Os interessados em participar do concurso devem se inscrever em uma das oficinas disponibilizadas pelo festival, tendo como facilitadores os realizadores Sihan Félix e Gustavo Guedes.

As oficinas serão realizadas no período de 22 a 24 de janeiro em ambiente virtual. O inscrito poderá escolher o turno que quer participar (manhã ou tarde).

Os filmes deverão ser fruto das oficinas e vão receber premiações de incentivo para os 10 melhores filmes. Todos os filmes produzidos serão exibidos na plataforma de streaming do Seridó Cine em uma Mostra Especial, no período do festival de 8 a 13 de fevereiro.

Economia criativa no Seridó

O Concurso integra a programação comemorativa dos dez anos da Referência Comunicação. Criada em 2011, pelos sócios Diego Vale e Raildon Lucena, a Referência vem estimulando a cadeia da economia criativa a partir de vários empreendimentos culturais. Os festivais Seridó Cine e Curta Caicó são frutos desse trabalho que está fomentando o audiovisual no interior do Rio Grande do Norte.

O Seridó Cine é uma realização da Referência Comunicação e conta com recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

 

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *