Vejam os 9 nomes que receberão a Comenda Câmara Cascudo pelo Senado Federal

O conselho da Comenda de Incentivo à Cultura Luís da Câmara Cascudo escolheu, nesta quarta-feira, 28, os agraciados da 1ª edição do prêmio, que ocorrerá no próximo dia 10 de dezembro, às 11h, no Senado Federal.

Foram escolhidas seis personalidades entre as dez indicadas, que podem ser não só pessoas, mas grupos e instituições que, por meio do seu ofício, de sua arte e ações, contribuem para manter viva as tradições, as culturas populares e a história do país.

Antônio Francisco Teixeira de Melo, Nelson da Rabeca, Nilson Rodrigues da Fonseca e Pedro Baião, além da Câmara Brasileira do Livro e do Museu da Gente Sergipana foram os escolhidos para receber essa primeira premiação.

Também serão homenageados, em memória, Romualdo Rosário da Costa (Mô do Katendê), João Carlos D’ Ávila Paixão Côrtes e Deífilo Gurgel.

PROPOSIÇÃO DA SENADORA FÁTIMA BEZERRA

A comenda foi instituída a partir de um projeto de resolução (PRS 14/2017) de iniciativa da senadora Fátima Bezerra, aprovado em maio deste ano.

“Essa comenda, para mim e para o povo potiguar, tem um significado muito especial porque vai incentivar a cultura em nosso País, eternizando a memória de Luís da Câmara Cascudo, um dos maiores estudiosos da cultura popular brasileira”, disse a senadora e governadora eleita pelo Rio Grande do Norte.

“O Senado tem comenda nas áreas de Direitos Humanos (Comenda Dom Hélder Câmara), de empoderamento das mulheres (Prêmio Bertha Lutz) e, agora, nada mais oportuno do que criar essa premiação na área cultural”, completou.

Câmara Cascudo

O nome da comenda é uma homenagem ao escritor, historiador, professor e jornalista do Rio Grande do Norte, Luís da Câmara Cascudo (1898-1986). Cascudo é um dos mais respeitados pesquisadores do folclore e da etnografia do país. Ele foi autor do dicionário do folclore brasileiro e deixou sua marca em vários outros campos da literatura, como gastronomia, história e cultura da infância, o que denota a riqueza de sua pesquisa.

QUEM SÃO OS AGRACIADOS

Antônio Francisco

Cordelista. É reconhecido publicamente pela musicalidade de seus poemas.
Proponente: senadora Fátima Bezerra

Câmara Brasileira do Livro – CBL

Fundada em 1946, é uma instituição que congrega editores, distribuidores, livreiros e porta a porta, reunidos em torno de uma causa fundamental: a construção de um país com melhor educação através de livros.
Proponente: senadora Fátima Bezerra

Museu da Gente Sergipana

Inaugurado em 26 de novembro de 2011, o Museu da Gente Sergipana é o primeiro museu de multimídia interativo do norte e nordeste. É totalmente tecnológico voltado para expor o acervo do patrimônio cultural material e imaterial do estado de Sergipe.
Proponente: senadora Maria do Carmo Alves

Nelson da Rabeca

Patrimônio vivo de Alagoas. Até seus 54 anos era cortador de cana, quando viu pela primeira vez um violino pela
televisão, apaixonou-se pelo instrumento e decidiu fazer o seu próprio. Produziu cerca de seis mil instrumentos no fundo de sua casa.
Proponente: senador Fernando Collor de Melo

Nilson Rodrigues da Fonseca

É autor, produtor e roteirista na área de TV e cinema. Venceu a categoria de melhor filme no Festival de Gramado.
Proponente: senador Hélio José

Pedro Baião

Ator de teatro e televisão, é uma prova viva de que as pessoas com Síndrome de Down são eficientes e podem demonstrar talentos na área de cultura.
Proponente: senador Romário

HOMENAGEADOS

Deífilo Gurgel

Folclorista que dedicou grande parte da sua vida a preservar e tornar conhecida, por meio dos estudos, as tradições culturais do Rio Grande do Norte. Faleceu em 2012, aos 84 anos.
Proponente: senadora Fátima Bezerra

João Carlos D’ Ávila Paixão Côrtes

Radialista e pesquisador da cultura gaúcha. Considerado referência na promoção e na preservação dos costumes gaúchos. Faleceu em 2018, aos 91 anos.
Proponente: senador Lasier Martins

Romualdo Rosário da Costa (Mô do Katendê)

Capoeirista brutalmente assassinado após uma discussão política no primeiro turno das eleições de 2018.
Proponente: Lídice da Mata


FOTO: Canindé Soares

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *