Andre de Sousa

Clássicos do blues e do rock neste sábado em Capim Macio

Redação31 de maio de 2019Agenda, Image

Neste sábado, 1º de junho, acontecerá no Wesley´s bar, agora com funcionamento temporário em Capim Macio, na rua Alexandre Câmara, 1773, o show Blues Fingers. O show reúne dois dos principais representantes da guitarra blues da região NE. André de Sousa, de Teresina (PI) e Gustavo Cocentino (RN). Os guitarristas integram também o projeto Blues do Nordeste que além deles, conta com Rodrigo Morcego, de Recife e Roberto Lessa, de Fortaleza.

No repertório do show de sábado, o duo Gustavo e André apresentará em show inédito, um repertório de clássicos do blues e do rock, além de canções autorais. Uma noite recheada de solos e improvisos de guitarra que prometem emocionar os amantes do blues e do rock. O show começa às 21h e o couvert artístico é R$ 7.

ANDRÉ DE SOUSA (PI)

Guitarrista, compositor, arranjador e professor de música de Teresina-PI; artista plural, virtuose, sensível e extremamente produtivo, André de Sousa atuou como sideman de vários artistas e bandas nos palcos de muitos shows e festivais, sobretudo no nordeste brasileiro.

No mundo pop, fundou, tocou e gravou com a Banda Brigitte Bardot, que praticamente foi o start profissional do cenário de rock no Piauí.

Girando o leme pra outro rumo, foi músico de confiança do grande pianista brasileiro Luizão Paiva, com quem iniciou-se no jazz e na música brasileira, o que lhe deu a chance de se apresentar ao lado de craques como Pascoal Meireles, Ney Conceição e Nélio Costa.

Mas o blues sempre foi o grande pride and joy de André, o que o fez entrar de cabeça na banda Caro Watson, o que o levou a tocar com grandes músicos de blues nacional e internacional, como Kenny Brown (EUA), Jefferson Gonçalves, Fernando Noronha(RS), Andreas Kisser(Sepultura), Vasco Fae(SP), Donny Nichilo (EUA), Celso Blues Boy,(RJ) André Matos(SP), Atiba Taylor(EUA), Greg Wilson (Blues Etílicos), Danny Vincent(Argentina), só pra citar alguns.

Participou juntamente com os grandes guitarristas Artur Menezes (CE), Fernando Noronha (RS) e Fred Sun Walk (SP) do Guitar Night, dentro da programação do OI Blues by Night, no Órbita Bar, em Fortaleza (CE). Participou ainda de importantes festivais de rock e blues.

Preocupado em assumir o sotaque local no blues, lançou em agosto de 2012 o seu primeiro CD gravado ao vivo no Palácio da Música, em Teresina-PI. O repertório é formado de composições de própria autoria, além de releituras inusitadas como “Respeita Januário”, do mestre do baião Luiz Gonzaga. O seu segundo CD, “Mojo, Blues e Patuá”, foi lançado em julho de 2017. Em outubro de 2018 lança o single “Tudo Tem Que Passar” em parceria com o guitarrista Roberto Lessa.

GUSTAVO COCENTINO (RN)

O guitarrista carioca Gustavo Cocentino começou a tocar em bares e festas no ano de 1996 na banda carioca Gang do Whyskie.

Radicado em Natal desde julho de 1998, Gustavo já acompanhou e dividiu o palco com nomes do blues nacional e internacional como Flávio Guimarães do Blues Etílicos, Nuno Mindelis, André Christovam (SP), Larry McCray (EUA), George Israel (Kid Abelha), Willie Big Eyes Smith (Muddy Waters band), Danny Vincent (Arg), Jefferson Gonçalves (RJ), Robson Fernandes (SP), Maurício Sahady (RJ), Mitch Kashmar (EUA), Big Gilson (RJ), Adrian Flores (Arg), John Primer (Muddy Waters band), Celso Blues Boy (RJ), Dave Riley e Bob Corritore (EUA), Carlos Johnson (Chicago,EUA) e J.J Jackson (EUA).

Suas principais influências musicais são Jimi Hndrix, Eric Clapton, Stevie Ray Vaughan, B.B King, o blues e suas vertentes em geral, country, bluegrass, Raul Seixas e o classic rock anos 60 & 70.

Em 2011 Gustavo Cocentino & Blue Mountain e lança o primeiro CD no início de outubro.

Em 2012, Gustavo Cocentino é indicado pelo “Prêmio Hangar”, na categoria melhor instrumentista. Em fevereiro do mesmo ano participou da II Mostra Blues do Nordeste realizado pelo BNB em Fortaleza CE.

Esteve presente ainda nas edições dos anos de 2009 e 2010 do Natal Blues Festival. Pelo Oi Blues by Night, acompanhou o lendário John Primer (Chicago, EUA). Participou ainda de dezenas dos principais festivais do gênero no país.

Abriu o show do lendário Rudy “Tutti” Grayzel artista de renome nos EUA durante os anos 50, um dos contemporâneos de Elvis Presley.

Gustavo gravou seu 1º DVD ao vivo durante o show de encerramento do Fest Bossa & Jazz 2013, realizado em Pipa. O show e o DVD contam a participação especial de J.J Jackson.

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *