Batuque de um povo

Museu Café Filho terá estreia do projeto Café Cultural nesse sábado

O Museu Café Filho, equipamento da Fundação José Augusto, terá programação alusiva à Semana Nacional dos Museus, neste sábado (18) à tarde. O projeto Café Cultural contará com abertura de exposição do artista plástico Leopoldo Nelson e, a partir das 14h, apresentação dos grupos Batuque de um Povo, e às 16h, Fuxico de Feira. O Museu Café Filho fica na Rua da Conceição, ao lateral da Pinacoteca do Estado.

De acordo com o coordenador de Promoções Culturais da FJA, Max Medeiros, o Café Cultural é um projeto concebido para dar início à ocupação sistemática dos museus e outros equipamentos da Fundação José Augusto: “Não só com exposições, mas também com outras linguagens artísticas que enalteçam o novo momento que o Centro Histórico de Natal está vivendo”, disse.

Batuque de um Povo

O Grupo Batuque de um Povo nasceu em 2016 com a proposta de resgatar as raízes do samba e a cultura afro-brasileira. Formado por músicos conhecidos das rodas de samba potiguares, o Batuque De Um Povo mostra composições autorais de artistas potiguares e se inspira em sambistas como: Candeia, Paulo César Pinheiro, Mauro Duarte, Jorge Aragão, Almir Guineto, Beth Carvalho, Jovelina Pérola Negra, entre outros.

Ao trabalho cuidadoso na escolha e execução do repertório, o grupo tem agregado a participação de artistas de danças tradicionais da cultura afrobrasileira em suas apresentações. De acordo com divulgação, o nome Batuque De Um Povo reflete o esforço em regatar o espírito das rodas de samba tradicionais, trazendo à tona as raízes afrodescendentes e desmistificando o samba.

Fuxico de Feira

Já o grupo Fuxico de Feira é mais jovem, nasceu em 2018 e tem como padrinho o músico e compositor Carlos Zens. Composto por Fernandinho Regis (voz, viola e rabeca), Felipe Erick (sanfona e vocal), Abner Moabe (flauta, percussão e vocal) e Valério Felipe (percussão e vocal), o Fuxico de Feira trabalha com um repertório que passeia pela música brasileira de raiz, em especial a nordestina, mas que também passeia pelo cancioneiro popular do universo da viola, além de trazer ao grande público, músicas oriundas da tradição oral, reflexo da ligação dos quatro jovens com o universo da cultura popular, como o Auto do Boi de Reis e o Pastoril.

Leopoldo Nelson

Leopoldo Nelson foi um médico, pesquisador e professor universitário que além de tudo foi um dos pintores mais profundos do Estado. Sua obra é um legado para os potiguares. Calcada nos estudos da fisiologia a obra de Leopoldo Nelson tem um tom expressionista, mas feita de forma espontânea.

SERVIÇO

Projeto Café Cultural
Dia: 18
Hora: 14h
Local: Museu Café Filho – Centro Histórico de Natal
Entrada Gratuita

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *