Banda Revolver inicia neste sábado série de shows com repertório dos Mutantes

A decana banda Revolver realiza, neste sábado, 14, o primeiro de uma série de shows interpretando canções da banda considerada por muitos a maior de toda a história do rock brasileiro: Mutantes.

Com um repertório recheado de clássicos, o grupo promete balançar os fãs com o experimentalismo de obras como Top Top, 2001, Panis et Circenses, El Justiciero e Ando Meio Desligado, além de abrir espaço para as melancólicas Virgínia, Balada do Louco, Fuga n. II, entre outras imprescindíveis na discografia da banda paulista fundada por Rita Lee e os irmãos Sérgio e Arnaldo Baptista.

BANDA REVOLVER

O quinteto Revolver traz Paulo Henrique nos vocais e teclado; Cleo Lima na guitarra, violão e vocais; Carlos Eduardo no contrabaixo; Felipe Rebouças na guitarra, lap steel e vocais; e Eliab Lima na bateria.

O som da banda estaciona no rock’n’roll sessentista, com mergulhos naquelas melodias pop altamente dançantes, e onde os eflúvios de garagismo e blues ecoam em cada faixa. não está nem aí para a contemporaneidade do rock. O retrô aqui fala mais alto.

OS MUTANTES

Os Mutantes são uma banda brasileira de rock psicodélico formada durante o Tropicalismo no ano de 1966, em São Paulo, por Arnaldo Baptista (baixo, teclado, vocal), Rita Lee (vocal) e Sérgio Dias (guitarra, baixo, vocal). Também participaram do grupo Liminha (baixista) e Dinho Leme (bateria).

A banda é considerada um dos principais grupos do rock brasileiro. Assim como grande parte dos grupos dos anos de 1960, Os Mutantes foram fortemente influenciados por The Beatles, Jimi Hendrix e Sly & the Family Stone.[1] No entanto, os músicos brasileiros eram também mergulhados em sua cultura local, exercendo sua própria criatividade na utilização de feedback, distorção e truques de estúdio de todos os tipos

SERVIÇO

Local: El Rock Bar
Quando: 14/07
Hora: 23h (o bar abre às 20h)
Quanto: R$ 12 (até 21h59) e R$ 15 (a partir das 22h)

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *