Para amanhecer poesia de DIULINDA GARCIA

Redação4 de dezembro de 2020Poesia, Image

O ASSOALHO DO CÉU

Sonhei pisando
o assoalho do céu
com ínfimos  e sutis
sapatos
como quem quer
e não ousa.
O instante se fazia
numa quase agonia
procurando um Deus
que eu nem conhecia…
Ele se de mim sabia
me espiava?
Ah,eu queria
mas quem de mim
pra ele falaria?

(Diulinda Garcia)

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

COMMENTS

Jania Souza

Rosas para a poeta Diulinda Garcia com meu carinho e admiração pela sua poética.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *