Vida de comunidade quilombola de Macaíba vira documentário

documentario-capoeiras

PIX: 007.486.114-01

Colabore com o jornalismo independente

Capoeiras é um pedaço do Rio Grande do Norte com tradição, cultura e também de muita resistência. Localizado na área rural de Macaíba, a 65 km de Natal, é uma comunidade quilombola com cerca de 400 famílias que possuem traços semelhantes, pois por muito tempo os casamentos eram realizados entre os próprios moradores da comunidade, fortalecendo assim sua identidade cultural. Capoeiras é considerada a maior comunidade quilombola do estado, possuindo uma área de 906 hectares, onde recebeu em agosto de 2007 da Ministra Matilde Ribeiro o certificado de Comunidade Remanescente de Quilombo.

O projeto Capoeiras é um documentário com exposição fotodocumental dos moradores dessa comunidade tão rica de história e memória, onde através de incríveis conversas podemos conhecer uma comunidade cheia de afeto, lembrada e contada pelos seus próprios moradores.

A exposição fotográfica “Um Olhar em Capoeiras” mostra os moradores e a comunidade de capoeiras através do olhar do fotógrafo Rafael Santos. Ele procurou retratar de forma poética a identidade, história e fé dos seus moradores.

O documentário conta a história de vida e da comunidade através dos seus próprios moradores, reforçando assim a memória, identidade e afeto com esse local. Neste sábado (25), em Capoeiras, haverá um conjunto de atividades com os moradores, além de exibir em primeira mão o filme que narra a sua história em um telão.

Documentário Capoeiras

O documentário ‘Capoeiras: histórias de amor, luta e resistência’, mostra as histórias de vida e de resistência de um povo que está há três séculos na comunidade rural de Macaíba, próximo de Natal.

A intenção é mostrar a auto afirmação dessas pessoas para a câmera através de suas histórias, opiniões e como consequência, registrar também a história da comunidade.

De acordo com a produtora executiva, Larissa Bianca, ”a comunidade de Capoeiras é um lugar cheio de memória e afeto, onde você encontra pessoas que lutam diariamente para uma mudança social, que buscam o fazer coletivo e que emanam amor, na comunidade eu tive o prazer de aprender muito, de conhecer pessoas que militam e trabalham em prol do social há anos, e que acreditam na força que é a união coletiva.”

Já o diretor Pedro Lucas, “O filme é um documentário sobre pessoas, que é feito através de depoimentos sobre memórias, experiências, opiniões e temas comuns à vida, só que a partir do ponto de vista de moradores de Capoeiras. Sempre tive vontade de conhecer Capoeiras um pouco mais de perto e fiquei encantado com as pessoas, o lugar e sua história, sobre como fomos recebidos e principalmente sobre a história de vida e o conhecimento dessas pessoas. Eu adoro ouvir histórias, acredito que esse filme é sobre isso, ouvir e aprender algo com os outros”.

Na noite do próximo domingo (26), o documentário estará disponível no YouTube, basta acessar o canal do Farolete Filmes.

Confira o trailer aqui.

O Projeto Capoeiras foi realizado com recursos da Lei Aldir Blanc Rio Grande do Norte, Fundação José Augusto, Governo do Estado do Rio Grande do Norte, Secretaria Especial da Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal.

O projeto também conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Macaíba (@prefeiturademacaiba)

Estamos no Instagram

Para saber mais sobre o Capoeiras, acesse o nosso Instagram (@projetocapoeiras), onde você vai ver curiosidades do quilombola Capoeiras, a nossa fotoexposição e também mais detalhes sobre o nosso projeto.

Ficha técnica

Direção: Pedro Lucas (@pedrolucasdsr)

Produção Executiva: Larissa Bianca (@larii_bianca)

Produção local: Liliane Moura (@licaamoor)

Câmera/ Edição e Finalização: João Pedro Rebouças (@joaopedrodsreb)

Imagens de Drone: Luis Meira (@nordesteporcima)

Som Direto: Paulo Victor Gurgel (@pvcdt)

Fotografia Still: Rafael Santos (@rs.pamps)

Comunicação/ Mídias Digitais: Lara Paiva (@unicornioariano)

Identidade Visual: Micael Oliveira (@micaeloliveiraf)

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Mais lidos do mês