Semana de Cinema Negro de BH tem inscrições abertas para filmes de realizadores negros de todo o Brasil

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

Apresentar para o público mineiro a produção cinematográfica de realizadores negros do país é um dos objetivos da Semana de Cinema Negro de Belo Horizonte. Para sua 4ª edição, realizadores e produtores negros podem inscrever, até 13 de junho, trabalhos audiovisuais produzidos em qualquer formato de captação, sobre qualquer tema – seja curta, média ou longa-metragem realizados nos anos de 2023 e 2024. Os filmes selecionados serão exibidos na Mostra Cine-Escrituras Pretas. Para se inscrever e para mais informações, acesse https://linktr.ee/SCNBH.

A mostra Cine-Escrituras Pretas compõe a Semana de Cinema Negro deste a primeira edição em 2021 e apresenta uma variedade de filmes que atualizam, resgatam e subvertem alguns campos semânticos, tanto na forma, quanto no conteúdo narrativo. Layla Braz, idealizadora do projeto, explica que “os filmes produzidos no Brasil por pessoas negras refletem a realidade e possibilidades de devir para a população afro-brasileira e para o próprio campo da linguagem. A 4º Semana de Cinema Negro tem esse objetivo de solidificar a identidade negra e incentivar o intercâmbio cultural Brasil-África através de exibições fílmicas, debates e seminários, promovendo relações entre realizadores negros brasileiros, africanos e da diáspora”.

A Semana, que já construiu um caminho aqui em Belo Horizonte, agora, busca expandir alcançando produções feitas nas cidades do interior, tanto de Minas quanto de outros Estados. “É muito importante destacar que desejamos que pessoas do interior, das periferias do Brasil saibam que a Semana tá rolando para que elas possam enviar seus filmes. Nesta edição o desejo é que a Semana de Cinema Negro possa chegar nas cidades do Norte e do Sul. São regiões que a gente sente e ainda um pouco falta de receber produções de realizadores negros”. Sobre quem se inscreveu em outras edições e não foi selecionado, Layla reforça: “Você pode se inscrever novamente, a curadoria de filmes muda todo o ano e cada um traz novas ideias e particularidades”.

Para a Semana de Cinema Negro, a presença de produções diversas de todo o país contribue para que as discussões sejam ampliadas em diversos campos, “principalmente, este momento da cultura que a gente está vivendo – editais abertos, como teve a Lei Paulo Gustavo, como vai ter a Aldir Blanc, além dos editais municipais e estaduais. E a mostra Cine-Escrituras Pretas é essa janela de exibição dessas produções”, finaliza.

SERVIÇO:

Semana de Cinema Negro – Inscrições abertas para filmes de realizadores negros de todo Brasil

até 13 de junho

Para se inscrever e para mais informações, acesse https://linktr.ee/SCNBH

————

Crédito da Foto: Denise P Santos

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *