Iniciadas as primeiras tratativas para plano de gestão do Centro Cultural de Fazeres

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

O projeto de requalificação do antigo Edifício Paris, na Ribeira, para implantação de um Centro Cultural de Fazeres, avançou mais um passo. O secretário de Cultura de Natal, Dácio Galvão, esteve reunido com a assessoria técnica e o superintendente do Sebrae/RN, Zeca Melo, na sede da entidade, e ainda as arquitetas coautoreas do projeto e o proprietário do imóvel para juntos iniciarem o processo de elaboração do plano de gestão para o novo Centro.

“O Termo de Compromisso para esse plano de gestão é umas das demandas solicitadas pelo Iphan para a administração do equipamento. E a recepção junto ao Sebrae e demais participantes foi a melhor possível. Teremos um espaço aberto de valorização e incentivo à economia criativa daquela região, além de visibilizar tradições e fazeres pouco reconhecidos pela sociedade”, frisou Dácio Galvão.

A proposta é abrigar ofícios que são referências culturais, como a transmissão de fazeres de ourives, sapateiros, artistas plásticos, consertos de móveis antigos, antiquários, ferreiros, aderecistas, relojoeiros, torneiros mecânicos, marceneiros, niqueladores, entre outros.

A edificação histórica é tombada em nível federal, localizada na Praça Augusto Severo, nº 250, no bairro da Ribeira. Era conhecida como Paris em Natal porque abrigara a elegante loja Paris, que fornecia as mais novas tendências da moda europeia nos anos de 1920. No período da 2ª Grande Guerra, foi sede do Observador Naval da US Navy.

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *