Passe livre no Cabaré

François Silvestre20 de março de 2019Opinião, Artigos e Crônicas, , Image

Chica do Beco e Ozelita, da Rua das Pedras, prostíbulo de Martins, vão visitar Maria Boa, cortesã do maior prostíbulo de Natal. Recebidas com flores e salamaleques, elas se derretem. As duas cafetãs celebram o acordo já preparado por Maria Boa. Qualquer cliente da Dama de Natal pode ingressar gratuitamente no cabaré da Rua das Pedras, sem dar satisfação a ninguém. Nem ao delegado da cidade. Os clientes de Chica do Beco e Ozelita, ao visitarem Natal, precisam mostrar o exame de saúde a Maria Boa, que decidirá se o interessado pode ou não ingressar na sua “Casa”.

Qualquer semelhança com fatos recentes é só semelhança. Os fatos recentes têm mais gonococos.

Sobre o autor

François Silvestre

Ex-Presidente da Fundação José Augusto. Jornalista. Advogado. Escritor. Escreveu, entre outros, A Pátria não é Ninguém, As Alças de Agave, Remanso da Piracema e Esmeralda – crime no santuário do Lima.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *