Para amanhecer poesia de Paula Belmino

Redação9 de fevereiro de 2021Poesia, Image

POESIA É ASA

A poesia é uma asa.

É a pena desprendida do pássaro

soprada pelo vento,

e flutua sob nossos olhos

carregada de boas sementes.

 

E florida a asa, a pena solta,

penetra em nossos olhos,

toca nossa pele,

enfeita-nos o coração.

 

E quando menos se espera,

se vê, de repente,

flores e frutos na alma

a nos envolver docemente.

 

A poesia é a asa

de um pássaro contente.

(Paula Belmino)

 

 

 

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

COMMENTS

Tita Oliveira

Amei! me sinto assim: com asas viajando no mundo encantado da poesia.

Alice

A poesia nos transforma

José de Castro

Lindo poema dessa amiga poeta Paula Belmino… Abraços, querida… Teu poema tem a leveza do pássaro… Amei!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *