Projeto Mulheres Retratadas quer contribuir para autoestima de mulheres com câncer

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

Neste Dia Internacional da Mulher, o projeto cultural “Mulheres Retratadas” realizou seu primeiro ensaio fotográfico. A sessão piloto teve Amanda Albuquerque (do canal no YouTube “Vencendo o Câncer de Mama”) como modelo, intervenções artísticas de Ariel Guerra e registro fotográfico por Mylena Sousa.

Foto da produção do primeiro ensaio, hoje

O projeto engloba várias linguagens artísticas, tais como: artes plásticas, fotografia, audiovisual e literatura, e tem como objetivo contribuir para a autoestima das mulheres com câncer. Seu resultado será a realização de uma exposição fotográfica itinerante que abrangerá as quatro zonas da capital potiguar.

Essa exposição visa favorecer a melhoria da autoimagem, da representação e do empoderamento das mulheres com câncer durante e após o tratamento por meio da arte, uma vez que esta se constitui como elemento estético sensível, que tem o poder de trazer à tona questões e/ou sentimentos guardados bem como de provocar a própria mudança do olhar e da percepção a partir do contato com a obra de arte e a participação na construção deste processo.

A ação desenvolvida por Camilla Kaciane e Nizia Klosouski, produtoras executivas do projeto, quer chamar a atenção de futuros patrocinadores, já que o projeto está apto à captação de recursos por meio da Lei Câmara Cascudo. Sendo garantidos os recursos necessários, os registros feitos com 10 modelos irão compor uma exposição com 20 fotos mostrando que a fotografia, além de expressão artística, é um instrumento de ação social.

SAIBA MAIS

O projeto cultural divide-se em quatro momentos: inicialmente, será realizado o “embelezamento” (cabelo, unha e maquiagem), a pintura corporal e a sessão de fotos com mulheres em tratamento de câncer ou que já tiveram a doença; posteriormente, uma oficina literária com todas as participantes para a escolha das legendas das fotografias que serão expostas.

Ao longo de todo o processo será realizado um registro audiovisual do making off que terá como resultado um vídeo promocional; e por fim, uma exposição fotográfica itinerante em sete locais, incluindo galerias, espaços culturais e shoppings centers, abrangendo as quatro zonas da cidade, com duração de aproximadamente quatro meses.

Facebook do Projeto Mulheres Retratadas

Instagram Mulheres Retratadas

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *