Maria Fxntes lança música em parceria com Zé Caxangá e Walter Nazário

Maria Fxntes

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

Nesta quarta (13), Maria Fxntes disponibiliza nova música de seu repertório nas plataformas digitais. Trata-se da canção ”Torrei o Juízo”, resultado de uma parceria com o músico Zé Caxangá e com Walter Nazário, responsável pela produção musical da faixa. O lançamento marca mais um passo do trabalho de Maria em direção a novos caminhos e conexões criativas dentro do cenário local.

ESCUTE AGORA

Maria Fxntes é pessoa não-binárie natural de Caicó-RN. Ao longo dos últimos 15 anos, já integrou projetos de diferentes estilos e gêneros na cena musical norte-riograndense até que, em 2020, ao lado do produtor musical Dante Augusto, lançou seu primeiro EP autoral “Salmoura”. O EP lhe rendeu participação em eventos como Burburinho Festival de Artes, Festival Garagem de Rua e Festival Dosol Session Online, além de ter vencido o edital Música Transforma 2020, do Som Sem Plugs. Em 2021 teve o projeto “Solidão e Sal” contemplado pelo Edital de Economia Criativa do Sebrae-RN, através do qual lançou o fotozine de mesmo nome, além das obras audiovisuais “A Temperatura da Tua Pele” e  “Banho de Sal”.

Junto com esse lançamento, Maria também anuncia a nova formação musical de seus shows. A partir de agora, terá a companhia dos músicos Ian Medeiros e Walter Nazário, ambos ex-integrantes da banda Mahmed. Com Ian na bateria, Walter no contrabaixo e sintetizadores e Maria na guitarra e voz, o novo formato vem sendo preparado a alguns meses e logo ganhará os palcos da cidade.

De acordo com Fxntes, ”Torrei o Juízo” reflete um processo de criação contínuo e não-linear, trazendo um misto de inquietações pré-pandêmicas que se intensificaram durante o período de isolamento social.

”A música era só um esboço, tinha alguns versos soltos, mas era uma ideia ainda a se desenvolver. Um belo dia Zé Caxangá me convidou pra fazer uma música juntos e me mandou uma improvisação no violão junto com um vocalize, eu joguei num programa de edição de áudio e comecei a brincar com a estrutura. Picotei e fui terminando de construir a letra por cima. Alguns meses depois, vi que Walter Nazário lançou uma chamada pública para produzir algum artista do RN através de um edital da Lei Aldir Blanc, submeti a canção e fomos selecionados.”

A produção de Walter Nazário (que ocorreu majoritariamente à distância) ajudou a definir a atmosfera que Maria e Zé Caxangá construíram no arranjo da faixa, dialogando bem com as sensações provocadas pela letra e sua melodia. Por meio de guitarras, percussões, programações eletrônicas e vozes bem colocadas, a música se desdobra em um quê de pesadelo e angústia, entre climas etéreos e desnorteados. Esses elementos sonoros e poéticos foram bem aproveitados pela artista visual Marília Lins, que concebeu a capa do single e traduziu em imagem o universo de ”Torrei o Juízo”.

Ficha Técnica:

Composição: Maria Fxntes e Zé Caxangá

Letra, voz e guitarra: Maria Fxntes

Voz e violão: Zé Caxangá

Baixo, beats e samples: Walter Nazário

Produção Musical: Walter Nazário

Capa: Marília Lins

Fotos: Guesc

Selo: Rizomarte Records

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *