professora e vereadora maria queiroz baía

Conheça a história de Baía, mulher “aleijada”, professora e vereadora em Natal

Sérgio Vilar22 de setembro de 2019Agenda, Literatura, Image

Imaginemos uma mulher simples, nascida em cidade do interior do estado do RN, na década de 20 e triplamente aleijada de nascença. Sim, este era o termo adotado na época. Não tinha as pernas e só tinha um braço. E assim começa a história de Maria Queiroz Baía.

Em decorrência dessas limitações físicas, teve que enfrentar e superar todos os obstáculos, concluindo o curso superior na UFRN em 1967. Tendo em vista a sua popularidade marcante, tomou posse como vereadora em 1977, em Natal (única mulher naquele universo masculino), exercendo o mandato até outubro de 1981, quando faleceu.

Até então, Natal só havia eleito uma única mulher vereadora em sua história, Eugênia Antunes Marques Machado, na década de 50. Passadas duas décadas depois, nenhuma representatividade feminina na Câmara Municipal de Natal. Maria Queiroz Baía quebrou esse silêncio após 23 anos, ocupando a primeira suplência de vereadora pelo MDB, partido opositor à ditadura.

“A votação aconteceu em 1976. Ela entrou como suplente porque votavam em Baía e ela estava registrada como Maria Queiroz. Por isso perdeu muitos votos. Mas em 1977 ela assumiu como vereadora ficando até 1981. Ela faleceu no exercício do mandato decorrente de um ataque fulminante no coração”, conta a autora.

É essa epopeia de uma mulher de fibra que reunia todas as condições para ficar relegada ao esquecimento que o livro “Maria Queiroz BAÍA – Exemplo de superação e luta contra o preconceito” da escritora Lúcia Eneida Ferreira Moreira, retrata.

A autora resgata a luta diuturna de BAÍA contra o preconceito e a vontade insaciável de vencer. Tudo isso fez dessa professora estimada em Natal na década de 60 e 70, um exemplo a ser seguido por todos.

Não se trata de obra de ficção, mas sim da reconstrução histórica de quem, mesmo diante de barreiras intransponíveis, teve a coragem e a ousadia de superá-las, enfrentá-las e suplantá-las. Sendo, portanto, uma precursora dos direitos femininos, da inclusão e da cidadania.

O lançamento do livro será no dia 17 de outubro, a partir das 18h, no salão Cristal da AABB, na Avenida Hermes da Fonseca, em Natal.

SERVIÇO

Lançamento do livro “Maria Queiroz BAÍA – Exemplo de superação e luta contra o preconceito”
Onde: AABB (Salão Cristal)
Data e hora: 17 de outubro, às 18h
Autora: Lúcia Eneida


Já segue o instagram do Papo Cultura?

Sobre o autor

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *