Breve historiografia das editoras do RN

ving un rosado

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

A literatura produzida no Rio Grande do Norte, que já está com quase duzentos anos, considerando nossas primeiras manifestações literárias, teve ao longo de sua história publicações de livros extremamente relevantes, embora num período determinado, a edição desses livros era iniciativa, tão somente, do Departamento Estadual de Imprensa, com raras exceções. Na atualidade, temos editoras que trabalham de forma profissional para que o livro chegue com a melhor qualidade possível nas mãos dos leitores, cada vez mais exigentes.

Não se pode falar em editoração de livros no Estado sem citar o nome de Vingt-Un Rosado, responsável pela maior coleção de publicações do mundo, a “Coleção Mossoroense”. Idealizada por Vingt-Un, publicou quase cinco mil títulos, dentre obras clássicas e de apoio a novos valores.

A Editora Clima, de Carlos Lima, por muitos anos, entre as décadas de 1970 e 1990, foi a grande germinadora de livros no Estado e editou verdadeiros clássicos da literatura potiguar. Recentemente o escritor Geraldo Queiroz publicou o livro Um Editor Camarada, em parceria com a Offset Editora de Ivan Júnior, onde faz um panorama interessante da vida do multifacetado Carlos Lima, como da Editora Clima, destaque para o capítulo final, onde expõe todas as capas produzidas pela Editora.

Tivemos também uma editora que se destacou bastante nos anos de 1980 aqui no Estado, que foi a Nossa Editora, de Pedro Simões, publicando diversos trabalhos voltados para a nossa cultura literária.

Outro nome de destaque é o de Abimael Silva, grande entusiasta da nossa literatura. Sebo Vermelho Edições, de sua propriedade, já publicou quase 600 livros, a maioria de suma importância para a cultura nacional. Para a nova geração, que talvez o desconheça, Abimael Silva já foi destaque até do programa do Jô Soares. Um sebista virar editor é um caso raro no mundo.

A editora Jovens Escribas surgiu com ampla proposta de marketing e conceito visual, publicando trabalhos de qualidade e nomes de peso como Clotilde Tavares e Pablo Capistrano, além dos livros do seu editor-chefe Carlos Fialho, um verdadeiro Dom Quixote da nossa vida literária.

A Sarau das Letras, fundada pelos escritores e ativistas culturais David de Medeiros Leite e Clauder Arcanjo, já ultrapassou 300 livros publicados, divulgando sobretudo valores de Mossoró e região, além de autores importantes como Fábio Lucas, do Brasil, e Alfredo Pérez Alencar, da Espanha, com edições bilíngues.

A CJA Edições, comandada pelo jovem empreendedor Cleudivan Jânio, em parceria com Simone Andrade, segue os mesmos passos das irmãs editoras. Comemorando dez anos de existência, já publicou mais de 200 títulos, além de obras em e-book, participação em feiras, eventos, vendas on line e tem se especializado, sobretudo na área infanto-juvenil e literatura fantástica e revelado nomes de valor.

A Caravela Selo Editorial, de José Correia Torres Neto com expressiva participação na cena literária. A EDUFRN, fundada em 1962, consolidou-se como a maior editora do Rio Grande do Norte. Suas publicações incluem hoje não apenas a produção técnico-científica da UFRN, mas também títulos seletos da literatura potiguar.

Além dessas poderíamos citar outras no Estado, como a Queima Bucha, do poeta mossoroense Gustavo Luz, a Editora Z do escritor Osair Vasconcelos, a Editora Una comandada pela poeta Marize Castro, a Flor de Sal, do poeta Adriano de Sousa junto com a esposa, a Azimuth do pesquisador Wandir Vilar, a Comunique Editora, comandada pelo jornalista e agitador cultural Rilder Medeiros.

Ainda poderíamos destacar várias outras Editoras, como, por exemplo, a Sol Negro Edições, Amarela Edições, Editora 8, Munganga Edições, Selo Gajéiro Curió, do poeta Oreny Júnior, que colocou no mercado livros de Anchieta Fernandes, Falves Silva e João Batista Morais Neto, enfim, tantas outras que têm surgido nesses últimos anos e que merecem destaque.

Todas elas importantes para fomentação das nossas letras e contribuem muito com a divulgação da nossa cultura literária.

Thiago Gonzaga

Thiago Gonzaga

Pesquisador da literatura potiguar e um amante dos livros.

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *