Professora de Natal utiliza clipes de Taylor Swift para ensinar botânica a alunos na escola e universidade

Gláucia Lidiane

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

Gláucia Lidiane desenvolveu um método que já chamou a atenção até da Fiocruz, por utilizar as letras e os clipes da artista norte-americana como facilitadores do ensino sobre as plantas.

A professora Gláucia Lidiane, bióloga, mestra e doutoranda em Sistemática e Evolução pela UFRN, desenvolveu um método de ensino sobre botânica bastante inusitado: o “Método da Taylor”. A metodologia consiste em apresentar aos alunos, através dos clipes da cantora norte-americana Taylor Swift, que as plantas estão em todos os lugares, e que estuda-las pode ser prazeroso e bastante útil para a vida.

Gláucia explica que o método surgiu em 2021, durante o período da pandemia, quando estagiava dando aulas para uma turma de ensino médio em uma escola pública em Natal, e se se deparou com uma resistência dos alunos com relação ao assunto. “Em todos os níveis de ensino existe uma grande porcentagem de alunos que detestam estudar plantas, pois consideram o assunto chato, desinteressante, que tem muitos nomes difíceis, e não conseguem relacionar com o nosso dia a dia”, pontua a bióloga.

Para quebrar essa barreira, a professora teve a ideia de ensinar sobre as plantas de uma forma descontraída e que atraísse mais os alunos, utilizando os clipes das músicas da Taylor Swift. Ela conta que, por ser fã da cantora, desde o lançamento do álbum Folklore, em 2020, ela já pensava sobre a possibilidade de um dia utilizar as canções e os clipes da norte-americana em suas aulas.

“Quando o álbum foi lançado, eu vi no vídeo da música ‘Cardigan’ que tinha muitas coisas com plantas, e eu poderia usar isso para dar aulas futuramente. Então, um ano depois, quando me deparei com aquela turma totalmente desinteressada em botânica, eu lembrei dos vídeos da Taylor e usei eles para ajudar os alunos a ‘enxergarem’ as plantas no ambiente, como um facilitador do ensino. Utilizamos 3 músicas, e isso não só ajudou eles a perceberem as plantas dos assuntos que íamos estudar, mas foi uma forma de nos conectarmos num período tão difícil como o da pandemia”, relata a professora.

O método fez tanto sucesso entre os alunos, que passaram a realmente se interessar mais pelas aulas de botânica e aumentarem suas notas na matéria, que Gláucia decidiu ampliar mais ainda a metodologia, descobrindo novas músicas e clipes da cantora que se adequassem aos temas das aulas. Em setembro deste ano, a professora apresentou o método em uma aula para alunos da UFRN, em uma turma de licenciatura em Biologia, e o sucesso foi instantâneo.

O ‘Método da Taylor’ ganhou tanta notoriedade no mundo acadêmico que Gláucia foi convidada pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) para falar em uma roda de ciência e arte no YouTube, com foco em metodologias que utilizam expressões artísticas como recurso pedagógico. Além disso, a bióloga também foi convidada para palestrar em um simpósio de ciências na UFRN – o Café com Darwin, onde o método foi apresentado. Em ambos eventos, a professora foi bastante elogiada pela qualidade do material, que além de ser bastante inovador, mostra a paixão da bióloga pela botânica e pela educação.

O ‘Método da Taylor’ já está em processo de adaptação para um material didático físico, que está sendo elaborado pela professora junto ao Centro de Educação da UFRN. A ideia, segundo Gláucia, é que ele possa ser usado em aulas para os ensinos fundamental 2, médio e superior, e que seja, inclusive, traduzido para o inglês. “Esse material didático vai contar todo o meu percurso, e vamos falar de todas as plantas que a Taylor cita em suas músicas. E eu sei que é praticamente impossível, mas, um dia, quando esse material didático estiver em inglês e impresso, eu adoraria entregar uma cópia para a Taylor”, desejou a bióloga e fã.

Videoclipe “Cardigan” da cantora Taylor Swift:

https://www.youtube.com/watch?v=K-a8s8OLBSE

Participação da Gláucia no evento online realizado pela Fiocruz: https://www.youtube.com/live/ptlhIdGuhVA?si=BpzF1-YXvhvYr9lS

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *