Gato Lúdico se apresenta de graça hoje em Natal

Quer anarquia e diversão garantida na noite deste sábado? O projeto cultural Bardalando a Cidade apresenta hoje, de graça, show do irreverente grupo Gato Lúdico. O show tem início às 21h, com acesso livre ao Bardallos Comida e Arte, point cultural da Cidade Alta, capitaneado pelo produtor Lula Belmont. O projeto Bardalando está contemplado no edital Territórios Criativos, lançado pela Prefeitura do Natal.

GATO LÚDICO

Oriundo do Grupo Nuvem Verde de Teatro Aberto, o Gato Lúdico surgiu nos anos 80, quando seus componentes se reuniam para cantar músicas de própria autoria, principalmente. A irreverência e o espírito anárquico marcaram o grupo que se autoclassificou como “uma banda de gênero”, formada por atores de teatro interpretando um grupo musical.

A formação do grupo contava com o arquiteto e professor de arte Vicente Vitoriano, o diretor teatral Jaime Lúcio Figueiredo e o ator Carlos Lima. O grupo apareceu publicamente em 1982, no Primeiro Festival de Música e Poesia da UFRN cantando “Serelepe”, de Carlos Lima e “Príncipe Augusto”, de Vicente Vitoriano e Véscio Lisboa.

No mesmo ano, participou do Festival de Artes de Natal, realizado no Forte dos Reis Magos, assim como nas edições de 1983 e 1984 do mesmo festival. A partir daí, fez várias apresentações em bares como “Casa Velha”, “Bar da Ladeira”, “Vice e Versa” e “Tirraguso”, os points da galera que curtia arte, poesia e música, naqueles efervescentes anos do movimento artístico e cultural da cidade de Natal.

O Gato Lúdico fez a abertura para o show de José Roberto Aguilar e Banda Performática, em 1984, no Teatro Alberto Maranhão. Em 1987 participou do Projeto Espaço Aberto, da Prefeitura Municipal de Natal, com o show “Rock, Reggae, Heavy, Frege”, no Teatro Jesiel Figueiredo, com direção musical de Wicliffe Albuquerque. A convite do jornalista Franklin Jorge, o grupo acompanhado por Rômulo Tavares e Jorge Negão, se apresentou em 1993, na Capitania das Artes no lançamento do DN Revista, o Caderno Cultural do Diário de Natal.

“O Primeiro Milagre do Menino Jesus”, peça de Dario Fo, montada pelo Grupo Nuvem Verde, em 1994, trazia músicas do Gato Lúdico com intervenção cênica do grupo e foi apresentada, por exemplo, na Semana de Artes da UFRN. O show “Zoom na Zona”, com produção de Daniele Brito, foi apresentado no Bar do Buraco em 1995, e marcou a última apresentação da banda com sua formação original, acompanhada pelos músicos Edinho, guitarra, Júnior, baixo, e Pereirinha na bateria.

NOVA FORMAÇÃO

Com a ausência de Jaime Lúcio Figueiredo, falecido em 2007, a banda retornou ao cenário artístico e cultural da cidade a convite do poeta Carlos Gurgel apresentando a intervenção SÉTIMO FÔLEGO nas comemorações do Dia da Poesia, deste ano de 2011, com a seguinte formação: Artemilson Lima, historiador; ator e comunicador; Cláudio Damasceno, designer e professor de arte; Carlos Lima e Vicente Vitoriano. Os músicos Paulo Brunis, Ranier Alves e John Fidja, senhores do som, acompanham os lúdicos, desde então.


FOTO: Evaldo Gomes

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *