Dosol passará a administrar o El Rock e Anderson Foca explica a novidade

O inferninho do El Rock, antigo Hells e ponto de encontro de um público maneiro e amante do blues, do rock e da boa música, passará às mãos do Dosol. Isso mesmo, mas não se assuste. O trabalho de valorização do bairro da Ribeira permanece com o Centro Cultural Dosol fincado na Rua Chile. Apenas agregará outro espaço, com nova proposta de pub. E para explicar melhor as mudanças no El Rock, que deve manter o nome, o produtor e músico Anderson Foca conta as novidades, além da confirmação, em primeira mão, das datas da próxima edição do Festival Dosol:

PAPO RETO COM ANDERSON FOCA

A partir de quando o Dosol começa a administrar o El Rock?

Na real, já estamos fazendo coisas no espaço desde que abriu e vamos só formalizar uma parceria que de fato já está bem ativa. Em março deveremos nos concentrar bem nessa programação.

Qual a finalidade dessa nova aposta do Dosol?

Manter o espaço aberto. Eles iriam fechar se a gente não tivesse aceitado entrar e o El Rock é um espaço importantíssimo porque ele supre a demanda de artistas novos que procuram sala para tocar.

O que mudará na programação dos dois espaços? E para os fãs do El Rock, o cardápio permanece o mesmo?

A rigor não mudará muita coisa. A cozinha do El Rock era do Carpanos, que saiu de lá em dezembro. Então deveremos convidar foodtrucks e chefs pra semanas especificas lá; pode ser interessante.

Pode adiantar alguns artistas/shows já programados?

Estamos vendo ainda o que vai acontecer. Temos programação lá com o Baile de Verão da Orquestra Greiosa dia 19 de janeiro e o My Magical Glowing Lens (ES) dia 8 de fevereiro. Passando o carnaval vemos o que rola de fazer lá. Temos algumas ideias.

Metas do Dosol para 2019? E o Festival? E o Circuito Ribeira?

Fazer o que a gente já faz, que a rigor é promover a música do RN a e a renovação da música brasileira. Se conseguirmos nos manter fazendo isso nas nossas atividades já está lindo. E teremos uma programação enorme até o carnaval. Não vimos nada para depois dele. Mas quanto ao Festival, deve permanecer no Beach Club e já fechamos as datas de 23 e 24 de novembro. Já o Circuito Ribeira, com o fim do contrato com a Oi estamos atrás de outros apoiadores.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *