Documentário potiguar será exibido hoje na França

PIX: 007.486.114-04

Colabore com o jornalismo independente

O documentário potiguar “A Deus Querer”, da realizadora Mônica Mac Dowell, foi exibido na Mostra Sesc Cariri de Culturas – realizada pelo Sistema Fecomércio Ceará, por meio do Sesc e do Senac – no último domingo, e nesta terça chega a França, no Festival Internacional de Cinema de Nancy.

A área do Cariri no estado do Ceará desempenha um papel fundamental como núcleo cultural e guardião de tradições, servindo como o palco principal da Mostra Sesc Cariri de Culturas, um evento cultural de destaque, que reúne música, tradição, artes cênicas, artes visuais, audiovisual, literatura e gastronomia, fomentando o intercâmbio cultural e enriquecendo o panorama artístico regional de forma notável.

E o Festival Internacional de Cinema de Nancy tem a característica de apresentar conteúdo de qualidade e descobrir novos conteúdos, novos realizadores e artistas.

“A Deus Querer” é o segundo curta-metragem da trilogia poética produzida e dirigida pela documentarista Mônica Mac Dowell a respeito dos múltiplos personagens que vivem na pequena Comunidade do Reduto, localizado no Município de São Miguel do Gostoso, no estado do Rio Grande do Norte.

O documentário é uma elegia à natureza e à vida campesina, onde a câmera do celular da diretora visita e perscruta, com muita delicadeza e minudência, o universo do personagem Seu Dadá, o protagonista do filme.

Por meio da sua subjetividade estética e do olhar da sua câmera Mônica traz para o seu documentário uma métrica social inclusiva, que mostra a vida simples e cotidiana do protagonista, atribuindo a ele e ao seu ofício, uma condição de existência mítica e biográfica.

O curta metragem “A Deus Querer” tem o patrocínio da Lei Aldir Blanc, do Governo do Estado do Rio Grande do Norte, da Fundação José Augusto, Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo, Prefeitura do Natal, através do Programa Djalma Maranhão, HC Cardio e Casa de Saúde São Lucas.

SERVIÇO

 “A Deus Querer”  – Trailer: https://youtu.be/7shpc26bYNA

– Mostra SESC Cariri de Culturas

Exibição: Dia 27 de Agosto (domingo), às 18h20, na Cantina Zé Ferreira (Juazeiro do Norte-CE)

Mais informações sobre a mostra: @mostrasesccarirideculturas

– Festival Internacional de Filme de Nancy na França

Dia 29 de agosto, terça-feira, 16h30 (horário local) no Pôle Image Sala: Sadoul – Nancy Rua Michel Ney 11, Nancy – França

Mais informações sobre o Festival: https://www.fifnl.com/index.php/le-festival/programmation/tous-les-films?start=90

 

FICHA TÉCNICA

Direção, Produção, Fotografia e Roteiro: Mônica Mac Dowell

Montagem : Virginia Primo

Finalização, Colorgrading, Edição de Som e Mixagem: Eduardo Pinheiro

Trilha Sonora Original e Direção Musical: Valéria Oliveira

Consultoria: Andrea Mousinho

Abertura: Larinha Dantas e Gabriel Souto

Design de logotipo e cartaz: Atena Marketing

 

TRILOGIA DO REDUTO

A Trilogia do Reduto contempla a produção de três curtas metragens, dirigidos por Mônica Mac Dowell, sobre a preservação do patrimônio material e imaterial de comunidade do Reduto, com enfoque em importantes segmentos da economia criativa da comunidade como a pesca, a produção de mel, a confecção da renda de labirinto e a produção da farinha de mandioca.

O primeiro documentário “Rosa de Aroeira”, lançado em março de 2020, vêm participando de diversos festivais e mostras, com várias premiações em festivais como o LABRFF – Los Angeles Brazilian Film Festival , o 1º FIC Rio , o BIMIFF – Brazil International Monthly Independent Film Festival , o RIMA – Rio de Janeiro International Monthly Awards, CineForte , o Festssauro e o Alter do Chão, entre outros. O curta aborda as histórias de vida de 4 mulheres da comunidade, relatadas por meio de suas longas jornadas de trabalho, com ênfase na confecção da renda de labirinto e da farinha de mandioca, importantes segmentos da cultura e da economia criativa da comunidade. Trailer em

https://youtu.be/hwfWYZg4BXQ

“A Deus Querer”, o segundo minidoc, estreou no Festival Internacional de Cine Documental Del Uruguay – AtlantiDoc, em outubro de 22 e já passou por festivais como o Cine MIS  (Museu da Imagem e do Som), o Festival de Cinema de Alter do Chão, Festival de Cinema de Muriaé e o Festival de Cinema de Diamantina. O curta apresenta a história de vida de Seu Dadá, personagem importante para a preservação da cultura, da história e da memória da comunidade.

Seu Dadá vive da criação do gado, do cultivo do seu roçado e da produção do mel e, como um encantador de abelhas, recolhe as colmeias de forma instintiva e espontânea sem a proteção de roupas ou de luvas apropriadas. Ele conduz o rebanho ao longo dos pastos entoando um aboio de uma maneira peculiar pelas paisagens da região, onde o cenário semiárido do agreste, se funde com as águas do litoral de São Miguel do Gostoso.

E o terceiro filme, fechando a trilogia,  sobre os pescadores e a pesca artesanal,  está em processo de montagem e será lançado em breve.

 

Redação

Redação

Obrigado pela visita!

WhatsApp
Telegram
Facebook
Twitter
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *