MossoróRapentista

Coletivo de rap com integrante mossoroense tem música entre as 13 melhores do mundo

Redação12 de dezembro de 2019Música, , , Image

Está lançado o mais novo clipe de rap do coletivo Interligados, provavelmente único grupo de rap do mundo com membros de todos os continentes. O clipe O Poder dos Fracos foi publicado no Youtube e tem como um dos membros um artista norte-riograndense. Trata-se de Carlos Guerra Júnior, o RAPentista Mossoró, que mistura rap com repente em suas músicas. É também produtor cultural, acadêmico e jornalista.

Além do artista mossoroense, essa música O Poder dos Fracos conta com os rappers Inspector Desusado (criador do grupo e também responsável pela edição do clipe), Josedan (brasileiro residente no Chile), Kadypslon (português residente na Inglaterra) e Mano (Finlândia). O produtor da música é o moçambicano Az Pro.

Além desses artistas, o coletivo ainda é composto pelos rappers Ody Shammy (sírio-palestino), Pablo Crimini (Chile), Missing Linking (Zimbabwe), Negro Bey (Guiné Equatorial) e Lawn (Nova Zelândia). O pesquisador Janne Rantala (finlandês residente na África do Sul), o videomaker, DJ e produtor de scratshs DJ Pisto Rey (México) e o agente de produção Pierr Dogg (Moçambique) também são membros desse coletivo intercontinental.

Os artistas fazem rodízio de participação nas músicas, para as canções não ficarem muito extensas e, assim, garantir a participação de todos os componentes no álbum, que está em produção.

O nome Interligados foi escolhido porque os artistas precisam apresentar uma interligação em todos os assuntos abordados nas músicas. Desse modo, a produção das músicas envolve inicialmente um debate sobre temas relevantes para os artistas de todos os países participantes. Para isso, um membro produz texto sobre um tema atual, para ser selecionado ou não pelos demais participantes.

No caso da música O Poder dos Fracos, o texto foi elaborado por Janne Rantala, membro do grupo que atualmente realiza pesquisa de pós-doutorado na África do Sul, sobre a memória política do rap moçambicano.

A partir do tema escolhido, o produtor Az Pro se encarrega de criar instrumentais dentro da proposta, utilizando recortes sonoros (samples) diversos que garantam a sintonia do som com o tema. Logo depois, eles fazem os esboços das letras e criam uma narrativa sequencial, em que os demais membros podem sugerir alterações a cada compositor para se adaptarem a uma narrativa. Em sequência, gravam demonstrativos dos sons, para só depois gravarem em estúdio. No fim, as vozes retornam para Az Pro, que realiza a produção final.

Projeto Interligados – Melhor música do mundo!

O projeto Interligados foi lançado apenas em 2018 e tem quatro músicas e três clipes lançados, mas os resultados alcançados já são impressionantes. Além da divulgação na mídia em todos os países em que há membros do coletivo, a participação dos acadêmicos Janne Rantala e Mossoró já garantiu a divulgação em seminários internacionais e artigos científicos.

A maior conquista do Interligados foi a música O Poder dos Fracos ter sido classificada como 13ª melhor música do mundo, segundo ranking de agosto e setembro da Rapstation. Esse programa é liderado por Chuck D, do Public Enemy, um dos maiores ícones do rap mundial e tem retransmissão em 237 emissoras pelo mundo. Esse programa já reproduziu três vezes as músicas do Interligados.

“É uma satisfação participar desse coletivo intercontinental. A partir da minha pesquisa em Moçambique, em março de 2018, para a tese de doutorado, passei a ter mais contato com o rap moçambicano, conhecer esse projeto fantástico e ter sido convidado para ser membro. Tem tudo acontecido muito rápido, esse é o primeiro clipe que participo, mas o coletivo já tem um reconhecimento internacional. Depois da veiculação no Rapstation, a nossa música rodou o mundo e passamos a alimentar cada vez mais o sonho de termos o nosso primeiro concerto ao vivo, porque conheço pessoalmente apenas o Janne Rantala”, salientou Mossoró.

Sobre o autor

Redação

Obrigado pela visita!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *