[SONHOS TORTOS] Se veste de dor

SE VESTE DE DOR

Não há lágrima que aniquile
o rancor do desamor.
Porém, aguam a face
Serenando seu torpor.

O coração não da trégua
Grita, se esmera por ti.
É como um vício latente
mas que do fundo, quer emergir.

Coração empunhado, armado
sinto seu úmido furor.
Do pulsar agudo e fecundo
vazam as mensagens de amor.

Amarrotado e desbotado
veste a dor, em sua cor.
Ainda geme em calado segredo
confortando “eu”, único o sofredor.

About The Author: Allan Araújo

Allan Araújo

Anjo cruel com pitada eloquente. Escrevo para afagar o coração infartado em uma grande mistura de sentimentos. Verborrágico. Sigo metaforseando e perambulando.

Comentários

  • Reply Rosi

    Parabéns pela iniciativa! 😘

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *