4 shows imperdíveis para curtir a partir desta quinta em Natal

LARYSSA COSTA

Amor, desilusão, dor, raiva e paixão inspiram e compõem o show A Bossa da Fossa que estreia nessa quinta (16) no palco do Bardallos Comida & Arte. O show da cantora Laryssa Costa surgiu da necessidade de um repertório em que pudesse trabalhar suas interpretações de forma mais profunda, minimalista e performática. São clássicos como Tortura de Amor, Ronda, Meu Mundo Caiu e outros compõem a seara musical e são apresentados primorosamente com versões contemporâneas. Laryssa promete caprichar e cantar o amor e a solidão como ninguém neste show. Além de outras surpresas que poderão ser intervenções cênicas e performances de artistas convidados.

O sagrado feminino não fica de fora e é expressado em canções que foram sucesso nas vozes de grandes mulheres da nossa música popular brasileira e que tão bem representam este cancioneiro mais melancólico. Portanto, um convite para ouvir Maysa, Dolores Duran, Dalva de Oliveira e a conterrânea Núbia Lafayete. O acompanhamento instrumental fica por conta de Toni Gregório, instrumentista diversas vezes premiado por suas composições, arranjos inovadores e habilidades criativas. O show se apresenta em curta temporada nas quintas (16, 23 e 30) com sessões sempre as 21h no cultuado Bardallos Comida e Arte, Cidade Alta. Investimento: R$ 10.

ACADEMIA DA BERLINDA

O carnaval acabou, mas o baile que a Academia da Berlinda (FOTO, por Marília Correia)  faz é sem fim! O grupo volta a Cidade do Sol para lançar seu último CD “Nada Sem Ela”. São 12 anos de trajetória inspirados em Olinda, no cotidiano, no amor e na boêmia. A Academia da Berlinda canta o inconsciente popular de forma íntima e ao mesmo tempo sutil. O repertório remete os antigos clubes de danças das décadas de 1960 e 1970. O show da banda é um convite para dançar agarradinho no salão descortinado de alegrias. As letras compõem uma academia de referências musicais, como o frevo, coco, maracatu, cavalo marinho, ciranda, forró, cumbia, afrobeat e carimbó.

A banda é formada por músicos que tocam em outras bandas como Mundo Livre S/A, Eddie, Orquestra Contemporânea e Nação Zumbi. Eles já estamparam jornais das principais capitais brasileiras e foram matérias na Rolling Stone e no New York Times. O segundo disco “Olindance” foi lançado virtualmente e na primeira semana chegou a mais de 10 mil downloads. Na prateleira guardam algumas condecorações como o prêmio Uirapuru de Música Brasileira e Troféu Sonar. Pois o show acontece nesta sexta-feira (17), no Galpão 29 (Rua Chile, Ribeira), a partir das 22h. E tem ainda discotecagem: DJ Jaiara Fontes; Dj Opa Bruno. Ingresso a R$ 25 e vendas online por AQUI. Realizaçao: HD Produçoes – (84) 99805-9073.

SELENITA APARTE

Quem perdeu o último show do Selenita Aparte no Bardallos, como este blogueiro, terá sua segunda chance. Será nesta sexta-feira (17), a partir das 20h e ingresso a R$ 10. E com o mega plus da participação da cantora Sol Silva para abrir o show. Em atividade desde o final de 2015, a banda Selenita Aparte, composta por Fábio Adriano (voz e violão), Moreno Nascimento (bateria e percussão) e Samuel Matusalém (baixo) tem se apresentado com o show Mil Sentidos, mostrando as composições que devem formar o primeiro trabalho oficial da banda, que está em fase de pré-produção. O grupo mescla influências de MPB, world music e pop rock, unindo artes plásticas, poesia e dança às suas apresentações.

MARCELO JENECI

O cantor e multi-instrumentista Marcelo Jeneci volta a Natal depois de um bom tempo. O show ‘Jeneci Solo’ é intimista no estilo banquinho e sanfona, sem banda. Assim o paulistano descendente de pernambucanos encara os palcos na nova turnê e chega com todos os hits da sua carreira neste sábado (18) ao Centro Cultural Dosol, Ribeira. A ideia é mostrar as canções como elas foram concebidas, “em formato mais bruto”. “Me coloco em ultra-exposição com liberdade musical absoluta pra aproximar ainda mais o ouvinte da minha célula íntima da criação”, diz o cantor. A tour é a terceira do músico – que já viajou o país com Feito pra acabar (2010) e De graça (2014). Para garantir o ingresso a R$ 30, clique AQUI.

O show, batizado de Jeneci Solo, traz no repertório canções já conhecidas, como Pra sonhar, tema do programa Chuva de arroz, no GNT, e que embalou muitos casais. O melhor da vida, Quarto de dormir e A vida é bélica também estão previstas, com novos arranjos. Além de Jeneci, no palco apenas um piano, sintetizadores e a “velha companheira” sanfona. “Com a sanfona no colo, mostrarei outras e todas elas em seu estado translúcido. Voo livre pra dentro da estrutura interna de cada canção”, promete. Infelizmente a belíssima voz feminina que pontua boa parte dos sucessos de Jeneci, a cantora paulistana Laura Lavieri, não estará presente.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *