CURTINHAS: Volta do Sete e Meia, Cientec Cultural, Burburinho, Concerto da OSUFRN

SETE E MEIA

Acabou a espera. Após recesso junino diante da ocupação dos jardins da Pinacoteca com festejos da época, o Mostra de Música Sete e Meia volta no próximo dia 11 de julho. E as duas atrações estão confirmadas. O pauferrense Eliano, agraciado na última edição do Prêmio Hangar e já confirmado também no MADA 2017, pelo segundo ano seguido, abrirá os trabalhos. E o decano Pedro Mendes fará o show de encerramento. Como se sabe, o projeto acontece na segunda terça-feira do mês, às 19h30, na Pinacoteca, com ingresso a preço único de R$ 5.

CIENTEC CULTURAL 2017

Para artistas e grupos que almejam participar da CIENTEC Cultural 2017, o prazo máximo para inscrição na Chamada Pública será até o dia 30 de julho. Após esta data a Chamada Pública permanecerá aberta, porém para ações posteriores à CIENTEC Cultural 2017. Importante lembrar que serve para cadastro reserva do Plano de Cultura da UFRN. Para inscrição e demais instruções, clique AQUI.

BURBURINHO AUDIOVISUAL

Para quem não viu o vídeo do Burburinho Festival, saiu hoje e já está aqui. Mais novo trabalho da Praieira Filmes, de Carito Cavalcanti.

TROMPAS E OSRN

O terceiro concerto oficial da Orquestra Sinfônica da UFRN é nesta sexta, dia 30, dentro da programação do Simpósio Internacional de Trompas que ocorre pela primeira vez em Natal. O evento recebe renomados solistas internacionais. Por conta disso, o concerto ocorre excepcionalmente no Hotel PraiaMar em Ponta Negra, às 19h. Acesso livre. Belíssimas obras poderão ser ouvidas pelo público natalense tendo como principal instrumento a trompa. E executada por grandes nomes da música mundial. As obras são “Concert for Horn” de Gordon Saville, “Melodia para Trompa” e “Pequena Fantasia Ouro Negro” de Moacir Santos e “Danse Infernale” de Stravinsky. Os solistas internacionais da noite são Frank Lloyd (Inglaterra), Philip Doyle (Inglaterra) e a grande trompista brasileira Waleska Beltrami.

GUARACI GABRIEL

A preocupação em fazer com que as pessoas reflitam sobre o cuidado com a natureza levou Guaraci Gabriel a entrar para o Livro dos Recordes (Guinness World Records), em 2000, com a maior escultura feita de material reciclado do mundo: Guerra e Paz. E sobre essa importância da proteção do Mangue e seu processo de criação, o artista visual conversará com crianças do 2º ano do Ensino Fundamental do Colégio Nossa Senhora das Neves, nesta terça.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *