II Salão Dorian Gray recebe reforço de artistas para abrir as portas em Natal

Os artistas plásticos Jayr Peny e Ery Medeiros, ambos representados pela Galeria Toque de Mídias, foram convidados para reforçar O II Salão Dorian Gray de Arte Potiguar, a ser aberto na próxima quarta-feira (29), às 18h30, no Museu Café Filho, Cidade Alta. A mostra reúne 300 obras de 150 artistas e ficará em cartaz até fevereiro de 2018.

Como destaque dessa nova fase do Salão – que já foi exposto em Mossoró em junho passado – está Jayr Peny. O artista que há duas décadas vive em Portugal e leva o nome de Natal além-fronteiras, passa uma temporada de dois meses na capital potiguar, tempo em que prepara sua próxima exposição individual, a se realizar ainda em dezembro e que em breve será divulgada em detalhes.

Para a mostra coletiva, Peny pintou as obras “Menina de Natal, caju e tapioca I e II”, ambas em acrílico sobre tela, com dimensão de 50 x 40 centímetros, além e um formato maior, em homenagem a outro grande artista potiguar: Newton Navarro. “O quintal de Newton” foi realizado com a mesma técnica e no tamanho 140 x 100 centímetros.

Já o artista Ery Medeiros está desde a montagem da mostra na capital do Oeste. Um dos seus trabalhos foi, inclusive, premiado. Na obra “Eu sou o rei do cangaço”, Ery Medeiros evidencia um Lampião com espectro narcísico, se olhando num espelho, sentado no lombo do seu cavalo. “De todas as histórias sanguinárias sobre esse carrasco, uma das características de Lampião mais interessantes para quem estuda sobre o cangaço é exatamente o fato de ele ter sido um homem extremamente vaidoso, que idealizava e até costurava as próprias roupas”, comenta Medeiros.

A obra premiada foi pintada em óleo sobre tela e tem 60 x 60 centímetros, o mesmo formato do seu segundo trabalho exposto no Salão e que mostra o Lampião ajoelhando em meio a Caatinga.

“Em Mossoró nós tivemos mais de sete mil visitas ao Salão. Além de ser uma mostra do talento dos nossos artistas, o evento também tem caráter didático, uma vez que as escolas levam seus estudantes para lhes mostrar um pouco sobre a nossa cultura e história. Eu espetro que aqui em Natal o interesse dos jovens também seja dessa importância”, comenta a curadora Dione Caldas.

Além Jayr Peny e Ery Medeiros, o salão tem outros artistas renomados, a exemplo de Marília Bulhões, Túlio Fernandes, Dione Caldas, Azol, Mocó, Clarissa Torres, Andruchak, além de obras de Dorian Gray, o grande homenageado.

Sobre os artistas

Jayr Peny é natural de Natal e tem no currículo mais de 50 exposições individuais, notadamente em Portugal, França, Itália e Estados Unidos, além do Brasil. Recentemente, entre outubro e novembro deste ano, foi escolhido para representar o Brasil na China, durante Exposição de Pintura Lusófona. Em outubro 2014, expôs sua obra “Cavalos Surrealistas” no Carrousel du Louvre, em Paris.

Ery Medeiros é especialmente conhecido por suas esculturas de bronze de personalidades potiguares, mas iniciou mesmo sua trajetória profissional com pintura, nos idos de 1990, ao ingressar na Academia de Belas Artes, no Rio de Janeiro. Realizou a exposição individual “FelizCidade”, em 2013, na Aliança Francesa, em Natal, e, na sequencia, na Mison de l’Amerique Latine, em Lyon, na França. Também participou de mostras nos Estados Unidos e recentemente apresentou a individual “Sonho da Nação” na Pinacoteda do Rio Grande do Norte.


IMAGEM: O quintal de Newton, por Jayr Pene

About The Author: Redação

Redação

Obrigado pela visita!

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *