Roberto Lima é o novo imortal da Academia Norte-riograndense de Letras

A Academia Norte-rio-grandense de Letras ganhou hoje mais um imortal. Poeta, escritor, compositor e durante décadas professor de diversos cursos na área de humanas na UFRN, Roberto Lima de Souza também chegou a presidir a Funcarte na gestão Micarla de Souza.

Roberto Lima foi também meu professor de lógica no curso de Filosofia, disciplina da qual é mestre pela Unicamp. Tive o privilégio de presenciar sua última aula, quando se despediu dos alunos para gozar sua aposentadoria do ceio universitário. É, por si só, uma figura alegre, de sorriso fácil.

“Professor Roberto” ocupará a cadeira número 9 da ANL, até então pertencente ao saudoso poeta e artista plástico Dorian Gray Caldas, cujo patrono é Almino Afonso. O resultado da eleição aconteceu hoje e a posse definitiva ainda será agendada.

TRAJETÓRIA MUSICAL

O novo imortal da ANL é natalense, conta hoje 71 anos. Além de premiações em concursos de prosa e poesia, Roberto Lima é compositor de mão cheia, laureado em festivais, com destaque para o 1° lugar do Norte e Nordeste (Recife) no I Festival Nacional da Música Popular Brasileira “O Brasil Canta no Rio”, e 5° lugar na Finalíssima Nacional (TV Excelsior, Rio de Janeiro); 1° lugar no II Festival Natalense da Canção Popular Natal; 2° Lugar IV Festival Internacional da Canção (fase Norte/Nordeste) e Finalista do IV FIC – TV Globo, Rio de Janeiro; 2º lugar no Concurso Nacional de Música da ANDES para Professores Universitários; 3º e 2º lugar, respectivamente, no I e II Forraço.

Hoje é presidente da União Brasileira dos Escritores/RN, membro do Instituto Histórico do RN, e membro da Comissão Estadual de Folclore.

ACADEMIA E SETOR PÚBLICO

Roberto foi um dos fundadores do departamento de Artes, primeiro Coordenador do Curso de Educação Artística e também um dos fundadores do Curso de Filosofia e fundador do primeiro Curso de Pós-Graduação em Filosofia. Na UFRN, foi eleito Chefe do Departamento de Filosofia por três vezes e Vice-Diretor do Centro de Ciências Humanas Letras e Artes.

Já recebeu diploma de Personalidade Benemérita pelos serviços prestados ao desenvolvimento da Cultura, das atividades artísticas e da Música (UFRN); Prêmio de Diretos Humanos/89 do Centro de Direitos Humanos e Memória Popular e Movimento Nacional de Direitos Humanos; Medalha do Mérito Cultural “Deífilo Gurgel” do Governo do RN e Medalha e Diploma do Mérito Cultural “Deífilo Gurgel” da Câmara Municipal de Natal.

Além de presidir a Funcarte, foi também Chefe da Casa Civil do Governo do Estado, diretor Administrativo da Emproturn, secretário de Administração e Gestão de Pessoas da Prefeitura de Natal.

É autor de As Dimensões do Tempo (poesias); Romance da Princesa Kalina (Cordel em 10 cantos); As Dimensões do Espaço Íntimo (Poesias); e O Quinto Anjo e Outros Contos.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *