Você pode assistir de graça filme premiado que discute estupro e ética na Justiça

O propósito mor do projeto ‘América Latina no Cinema’ é nobre: promover maior aproximação cultural e política com os países co-irmãos da América Latina através da exibição de filmes e debates.

Mas tem mais. A produção audiovisual potiguar também tem sido exibida. Já foram inúmeros curtas-metragens na esteira dos filmes da nossa latina América.

Em resumo: um projeto de acesso gratuito, que mostra filmes pouco conhecidos e produzidos na América Latina e ignorados pela programação das grandes redes de cinema nacional, e ainda um meio de difusão do audiovisual potiguar.

Ah, e mesmo sendo um projeto de extensão da UFRN realizado já desde 2012, a galera procura difundir o ‘América Latina no Cinema’ para além dos muros da UFRN, o que não deixa de ser papel da universidade.

As sessões são mensais e acontecem no auditório da Biblioteca Central Zila Mamede, na própria UFRN, sempre ás 18h45. A data para exibição do filme deste mês será na próxima terça-feira (14).

O filme escolhido deste mês foi ‘Paulina’ (2015), do diretor argentino Santiago Mitre. E o curta potiguar será o ‘Em Torno do Sol’ (2016), de Júlio Castro e Vlamir Cruz. O primeiro com 103 min e o curta com 12 min.

Segue a sinopse e o teaser:

Paulina (Dolores Fonzi), 28 anos, largou uma promissora carreira na advocacia para ser professora em uma região problemática da Argentina. Sacrificando o namoro e a confiança do pai, um poderoso juiz (Oscar Martinez), ela sustenta as suas convicções de ensino e política. Entretanto, sua crença é colocada à prova ao ser estuprada por um grupo de alunos.

PROGRAMAÇÃO AMÉRICA LATINA NO CINEMA

Na sequência, em 11 de abril, o longa colombiano ‘O Abraço da Serpente’ (2015), do diretor Ciro Guerra. Seguido pela curta potiguar ‘Imaterial’ (2015), de Davi Revoredo.

Em 9 de maio será exibido o filme brasileiro ‘Ausência’ (2014), de Chico Teixeira. O Curta potiguar selecionado será o ‘Frutos do Morro: Protagonismo Jovem em Mãe Luíza’ (2016), de Eldelany Vieira Soares.

Para fechar a programação já definida deste ano, em 4 de junho tem o filme ‘Ixcanul’ (2015), da Guatemala e dirigido por Jayro Bustamante. E o potiguar ‘Ainda não lhe fiz uma canção de amor’ (2015), do Henrique Arruda.

Mais detalhes do projeto ou sobre a programação, só clicar no blog do projeto AQUI.

About The Author: Sérgio Vilar

Sérgio Vilar

Jornalista com alma de boteco ao som de Belchior

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *