Respeitável público!

Croniketa da Burakera #17, por Ruben G Nunes O Ser Humano é um circo total. Ri e chora de si mesmo. De seus próprios costumes. De sua própria moral e

LEIA MAIS

POEMA: A greve é grave

A GREVE É GRAVE grave greve grana grossa grita gruda grudenta greluda grinfa greve grunf! grunf!.. ordem desordem progresso regresso ou vai ou racha ajoelha reza… quiporra-é, mané? boiôiô! boiôiô!.. brother! tocou boiôiô geral! zumba! quizumba! zumba! ou dá ou desce o petróleo é nosso ou num-é? eita nó da porra! etanol da porra! gasolina […]

Leia mais

O histórico bar Carneirinho de Ouro

O Carneirinho de Ouro era um festivo clube de lazer, fundado em 1936, à Avenida Tavares de Lira, Nº 54, esquina com a Rua Doutor Barata, 1º andar. Esse ponto da Ribeira era conhecido como a Esquina do Mundo, pois era ali que se reuniam comerciantes, industriais, exportadores e importadores, comerciários, políticos, profissionais liberais de […]

Leia mais

No avião de Joe Cocker

Amanhecemos no aeroporto da pequena cidade. No interior da nave, reinava um silêncio de basílica. Tripulação e passageiros dormiam em estado de completa serenidade sobrenatural. Sem fazer nenhum barulho, desci do avião rumo à feira. Fui rápido e voltei depressa. Quando cheguei com a cesta cheia de carambolas causei sucesso. Ao despertar, o dono do […]

Leia mais

Imenso Carlança

Espero que não tardiamente possa escrever sobre o gigante Carlança, músico que nos deixou precocemente na última terça-feira, vítima de complicações de diabetes. Era um músico fabuloso, instrumentista autodidata assuense que arregalava os ouvidos do mais exigente espectador. Dono de uma habilidade incomum para, por exemplo, expressar o complexo gênero do chorinho em uma guitarra […]

Leia mais

SONHOS TORTOS: Deserto

Deserto Ouça mesmo Aquilo que não existe numa Imensidão, Entre teu olhar e o sentimento, Que foge pelo ar. Ouça o zumbido Do deserto À passeio Que sopra longe Brando e triste Capaz de causar espanto. Existe uma gota De esperança Que pinga nas horas latentes da minha solidão Entre o deserto, E o teu […]

Leia mais